Carnaval

Fábio Assunção faz acordo para doar dinheiro de música sobre 'beber e ficar loucão'

Valores arrecadados irão para instituições que tratam dependentes químicos e alcoólatras

Rio de Janeiro, Rj, BRASIL. 06/12/2017; Retrato do ator Fabio Assuncao no Rio de Janeiro.( Foto: Ricardo Borges/Folhapress) - Folhapress

São Paulo

O ator Fábio Assunção, 47, fez um acordo com os músicos Gabriel Bartze e Bruno Magnata, da banda baiana La Fúria, autores de uma música que leva seu nome e que fala sobre sua dependência química e sobre seu alcoolismo. 

Segundo Fábio Assunção, todo o valor arrecadado com a música será doado para duas instituições, ainda não definidas, que tratam dependentes dos vícios. 

Entre outras coisas, a música intitulada "Fábio Assunção", uma das promessas de hit do Carnaval deste ano, traz em sua letra os dizeres "hoje eu vou beber, hoje eu vou ficar locão". 

"Antes de qualquer coisa eu preciso falar com as pessoas que passam pelo mesmo problema que eu. Eu não endosso, de maneira nenhuma, essa glamourização ou zueira com a nossa dor. Minha preocupação é com quem sente na pele a dor de ser quem é. Com as suas famílias", disse o ator em vídeo publicado no seu Instagram, nesta terça-feira (22).

"Para além disso, eu quero dizer que jamais me passou pela cabeça censurar a criatividade das pessoas, quando vi a tal zueira tomar proporções gigantescas como a música. Mas entre não censurar e deixar de conscientizar, existe um abismo que não me conforta", completou o ator. 

Na mesma rede social, os integrantes da La Furia também falaram sobre o acordo. "To muito feliz, de verdade, com esse irmão que ganhamos, Fábio Assunção. Fabão, muito obrigado pelas palavras, pela amizade. Todos esses dias a gente conversando unidos pra uma só missão, que é ajudar milhares de pessoas no nosso país", disse Bruno Magnata. 

Fábio Assunção também afirmou que não tinha interesse em tornar o acordo um assunto público, e que a decisão foi tomada em conjunto com sua equipe de comunicação e com o corpo jurídico que o atende para "tornar essa história um ato propositivo de ajuda a quem precisa e de conscientização de quem pode ainda".  

Em novembro de 2018, Fábio Assunção falou no programa Conversa com Bial, da Globo, que a sua dependência química foi superada. "Já tive um uso exagerado e uma relação obsessiva. É uma coisa que pode acontecer. Você não sabe se o uso recreativo de alguma coisa vai te levar a isso. Para mim, esse assunto já foi. Estou em outra fase. Esse assunto é recorrente, tem um estigma que eu tenho que lidar", disse ao apresentador da atração, Pedro Bial.  

Meses antes, em maio, Fábio Assunção foi detido após bater seu carro contra outros dois, em São Paulo. Como ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, precisou ser encaminhado para a 78ª Delegacia de Polícia, nos Jardins. O ator foi solto horas depois após pagar fiança de R$ 48 mil. 

Em junho de 2017, Fábio Assunção foi preso em flagrante na cidade de Arcoverde (sertão de Pernambuco), sob acusação de dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resistência a prisão.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem