Celebridades

Josh Duhamel substitui Armie Hammer em filme com Jennifer Lopez

Hammer foi retirado do filme após acusações de estupro e canibalismo

Josh Duhamel, Lenny Kravitz e Jennifer Lopez no set de filmagem de 'Shotgun Wedding'
Josh Duhamel, Lenny Kravitz e Jennifer Lopez no set de filmagem de 'Shotgun Wedding' - Instagram/JLo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ator Josh Duhamel, 48, foi visto nas filmagens do filme "Shotgun Wedding", novo longa-metragem de Jennifer Lopez, 51. Duhamel está substituindo o ator Armie Hammer, 34, que foi demitido após acusações de canibalismo e estupro.

Duhamel esteve em produções como "Juntos Pelo Acaso" (2010), "Transformers: O Filme" (2007) e "Com Amor, Simon" (2018). O ator é ex-marido da cantora Fergie, 46. Juntos, eles são pais de Axl Jack Duhamel que tem 7 anos.

Em seu Instagram, a cantora e o diretor do projeto, Jason Moore, pulicaram uma série de fotos dos bastidores do filme. A produção ainda não possui data de estreia, e além de JLo e Duhamel, também estão no elenco Lenny Kravitz, 56, e a atriz brasileira Sonia Braga, 70.

O anúncio de que Hammer seria retirado do filme foi feito em janeiro, e na época, ele respondeu às acusações: "Não estou respondendo a essas declarações porque são besteiras", começou em comunicado.

"Mas, por conta desses ataques perversos que tenho recebido, não posso, em sã consciência agora, deixar meus filhos por 4 meses para rodar um filme na República Dominicana", continuou. Ele negou ter sido demitido da produção.

"A Lionsgate está me apoiando nisso e sou grato a eles por isso", completou fazendo referência ao estúdo de filmagens. Hammer estrelou filmes como "Me Chame Pelo Seu Nome" (2017), "Atentado ao Hotel Taj Mahal" (2018) e "Agente da U.N.C.L.E" (2015).

Com acusações de estupro e canibalismo, Hammer perdeu o contrato com agência de Hollywood. O desligamento aconteceu dias depois do ator deixar o elenco da série da Paramount +, The Offer, drama sobre o clássico "O Poderoso Chefão".

A sequência de negativas a Hammer veio após a revelação de mensagens perturbadoras — ainda não verificadas — que foram postadas em uma conta do Instagram administrada por uma mulher que afirma ter se relacionado com o artista.

O conteúdo contém descrições gráficas de fantasias sexuais que incluem abuso e até canibalismo. Desde então, várias outras mulheres disseram que experimentaram trocas semelhantes com ele, que nega as acusações.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem