Celebridades

Oscar Magrini diz que existia na Globo 'quartinho do pó' e local para momentos íntimos

Maria Zilda afirma que para entrar na emissora havia teste do sofá; Globo não comenta

Oscar Magrini - Marcus Leoni -26.mar.2019/Folhapress
São Paulo

A atriz Maria Zilda Bethlem, 67, voltou a provocar polêmica ao revelar supostos acontecimentos dos bastidores da Globo. Em live com Oscar Magrini, 59, ela disse que, para entrar na emissora, haveria teste do sofá. O ator completou que existiria na empresa também "um quartinho do pó".

Os dois abordaram o assunto quando Magrini estava falando sobre as suas atuações na TV e dizendo que deseja continuar trabalhando bastante. "Se eles escreverem papel para nós [...] Eles acham que [os atores mais velhos] não dão ibope. Quem dá ibope é quem tem like no YouTube [...], quem dá o rabo para o diretor", rebateu Maria Zilda.

Magrini afirmou que isso acontecia muito no passado, mas não mais. "Hoje em dia, sabe o que é? Mesmo se o cara for dar o rabo e colocar o garotão lá, e o garotão for uma merda. Ferrou."

Ela, porém, insistiu: "Oscar Magrini você trabalhou muitos anos na TV Globo e eu também. Eu entrei em 1975, então, você não vai dizer para mim que eu não sei como aquilo funciona até porque eu fui casada com diretor [...] Eu sei muito bem como aquilo funcionava, não é o teste do sofá não, é o teste do c*."

Na sequência, o ator afirmou que, em 1988, quando ainda era modelo, foi ver uma peça estrelada por Cleyde Yáconis (1923-2013), em Santos. Na ocasião, ele disse que foi apresentado à atriz por um amigo diretor, que contou para ela sobre o desejo de Magrini de fazer parte do elenco da Globo. " Ela olhou para mim e falou: 'Para entrar você tem que participar do quartinho do PC'. Eu falei: 'PC, quem é?'. Ela respondeu: 'É o quartinho do pó e do c*'.

Magrini disse que Cleyde Yáconis o perguntou: "'Você cheira?' Eu falei que não. Ela: 'Você dá o c*?'. Eu falei não. Então, não vai entrar, ela disse. Dona Cleyde Yáconis, em 1988, uma senhora", relatou, aos risos. Questionada pelo F5, a Globo não se pronunciou até a conclusão deste texto.

Maria Zilda fez mais de 20 novelas na Globo. A última foi "Êta Mundo Bom!", de 2016. Neste ano, ela tem gerado grande repercussão nas redes sociais ao fazer revelações polêmicas em lives com artistas. Já declarou, por exemplo, que teve de beijar ator com mau hálito em novela, e reclamou do valor pago aos atores pela exibição de reprises das tramas.

Já o último trabalho de Magrini na Globo foi uma participação em "A Dona do Pedaço", em 2019. Atualmente, ele está escalado para viver Noé, em "Gênesis", novela da Record que deve estrear em 2021. No ano passado, ele explicou o motivo de ter saído da Globo: "Tenho que ir aonde tem trabalho”.

Neste ano, vários artistas foram desligados da emissora, incluindo nomes de peso como Renato Aragão, Tarcísio Meira, Glória Menezes e Antonio Fagundes. Segundo a Globo, o enxugamento do quadros de profissionais faz parte de um novo modelo de gestão de negócios, que começou em setembro de 2018.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem