Celebridades

Com coronavírus, Tom Hanks diz que está isolado e levando 'um dia de cada vez'

'Muito grata pelas orações, amor e apoio. Significa muito e nos fortalece', diz mulher do ator

O ator Tom Hanks e a esposa Rita Wilson
O ator Tom Hanks e a esposa Rita Wilson - Valerie Macon/AFP
São Paulo

Desde que Tom Hanks, 63, anunciou que estava com o coronavírus, nesta quarta-feira (11), uma onda de comoção tomou conta dos internautas.

Na noite desta quinta (12), o ator resolveu tranquilizar os fãs dizendo que está sendo "muito bem cuidado", e que está isolado para não espalhar o vírus para mais ninguém.

"Existem pessoas para quem isso pode levar a uma doença muito grave. Estamos levando isso um dia de cada vez", escreveu o ator em uma publicação no seu Instagram. "Há coisas que todos podemos fazer para superar isso, seguindo o conselho de especialistas e cuidando de nós mesmos e do outro. Lembre-se, apesar de todos os eventos atuais, não há choro no beisebol".

A última frase usada por Hanks é uma referência ao filme "Uma Equipe Muito Especial" (1992).

A mulher de Hanks, Rita Wilson, também escreveu uma mensagem em seu Instagram agradecendo aos seguidores. "Uma pequena atualização abaixo para todos vocês do Tom Hanks e de mim. Muito grata pelas orações, amor e apoio. Significa muito e nos fortalece", afirmou.

CELEBRIDADES

Declarado como pandemia segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) nesta quarta-feira (11), o novo coronavírus vem preocupando também as celebridades. Sempre viajando, muitas delas decidiram compartilhar sua proteção contra a doença nas redes sociais.

A modelo Naomi Campbell, 49, chamou atenção de muitos internautas ao publicar fotos em que aparece com uma vestimenta diferenciada. De macacão, luvas e máscara facial, a modelo disparou mensagens como: "Segurança primeiro" e "Não esqueça das luvas", em suas redes.

A socialite Kim Kardashian, 39, também mostrou seu kit de proteção através dos stories. Já a atriz Selena Gomez compartilhou um foto em que aparece de máscara no aeroporto de Chicago (EUA).

NO BRASIL

O Brasil já soma 69 casos confirmados do novo coronavírus. À tarde o Ministério da Saúde confirmou 52 casos. No final da tarde, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia confirmou um novo caso. E à noite o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, divulgou a confirmação de 16 novos casos.

Entre as novas confirmações do Ministério da Saúde, 11 ocorreram em São Paulo, cinco no Rio de Janeiro, uma no Rio Grande do Sul e outra no Distrito Federal.

Com a atualização, ao menos sete estados e o Distrito Federal já têm registros do covid-19. O maior número ocorre em São Paulo, onde há 30 casos confirmados até o momento.

Nos Estados Unidos, Donald Trump afirmou que vai suspender por 30 dias, a partir de sexta (13), todas as viagens da Europa (com exceção do Reino Unido) que tenham os EUA como destino a fim de restringir o espalhamento do coronavírus. O presidente americano falou à nação em discurso na noite desta quarta (11).

Ele afirmou que são medidas duras, porém necessárias para evitar o surgimento de novos focos do que ele chamou de "infeção horrível" no país. Ele disse que a Europa falhou em restringir as viagens da China. ​

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem