Celebridades

Felipe Araújo se preocupou que o vissem como alguém que se aproveitou da morte do irmão

Cristiano Araújo foi vítima de um acidente de carro quando voltava de um show

Felipe Araújo
Felipe Araújo fala sobre a relação que tinha com o irmão, Cristiano Araújo, morto em 2015. - Francisco Cepeda/AgNews
São Paulo

Felipe Araújo, 24, falou sobre o receio de que o acusassem de se  beneficiar da morte do irmão, Cristiano Araújo, para ter mais oportunidades na carreira artística. “Sempre me preocupei com as pessoas acharem que eu estava querendo me aproveitar da situação. Ninguém conhecia o meu trabalho que era anterior a isso”.

Em entrevista ao programa "Conversa com Bial" (Globo), Felipe disse ainda que sempre se inspirou em Cristiano, não só profissional, mas também pessoalmente. "O Cristiano sempre foi minha referência da vida. As primeiras coisas que eu fiz na vida foram junto com ele. A primeira vez que fui ao cinema foi ele que me levou, a primeira vez que saí para uma festinha, foi ele quem levou. Primeira vez que fui a um show, foi um show dele. Ele sempre foi meu exemplo, meu grande herói”.

Para o sertanejo, seu irmão, a quem se refere como um anjo que olha por ele, está presente em todos os momentos de sua vida, principalmente nas realizações. "Ele sempre está ao meu lado, me apoiando, eu sinto isso quando estou cantando, nesses momentos, como esse, de realização de um sonho. Tenho certeza que ele está muito orgulhoso de tudo que estou conquistando. Então sempre penso: o Cristiano vendo isso, ia ficar muito feliz". 

Cristiano Araújo morreu em 24 de junho de 2015, aos 29 anos. O cantor e sua namorada Allana Moraes, que tinha 19 anos, foram vítimas de um acidente de carro quando voltavam de um show em Itumbiara, em Goiás. 

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem