Celebridades

Elton John diz que escreveu biografia para que seus filhos soubessem a verdade sobre ele

Cantor fala sobre vícios, sexo, ciúmes e até implantes de cabelo

Elton John
Elton John - Sergei Supinsky/ AFP
São Paulo

Após uma carreira de sucessos e uma porção de livros e reportagens sobre sua vida, o cantor Elton John, 72, lançou  no mês passado sua primeira e única autobiografia. Segundo ele, foi uma experiência dolorosa, mas pela qual decidiu passar para que seus filhos soubessem a verdade sobre sua história. 

Pai de dois meninos, Zachary, 8, e Elijah, 6, com o marido, David Furnish, 57, Elton John fala sobre vícios, sexo, ciúmes, seus problemas com a mãe e até sobre implantes de cabelo na autobiografia “Me”. O resultado é muito mais profundo do que o já mostrado no filme “Rocketman” (2019), também sobre o músico. 

“Minha mãe deu algumas entrevistas, mas eu não respondi, porque você não pode responder à imprensa, elas sempre tem a última palavra. Mas eu queria, neste livro, corrigir algumas coisas, não acertar as contas, mas apenas dizer o que realmente aconteceu para que eles [os filhos] pudessem ler”, afirmou ele à BBC Rádio 2. 

“Muitos livros foram escritos sobre mim, muitas biografias, mas os autores não tiveram acesso a mim, portanto não são exatamente precisos”, continua o cantor, que jurou pelos filhos que tudo que está na autobiografia “Me” é verdadeiro. 

Elton John anunciou em janeiro do ano passado uma turnê de despedida, para então se aposentar dos shows em 2020. Segundo ele, a decisão também foi tomada por conta da família. “Subir no palco e tocar é fácil, por que eu ano isso. São as viagens que desgastam”, afirmou ele. 

“Eu viajo de maneira muito luxuosa, mas viajo desde os 17 anos, e a razão pela qual quero parar é, obviamente, porque quero passar mais tempo com David e os meninos. Na última parte da minha vida, quero fazer algo diferente, não quero continuar.”

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem