Celebridades

Channing Tatum pede à Justiça revisão de custódia da filha de 6 anos

Ator entrou com pedido de revisão dos documentos legais no tribunal da Califórnia

Ator Channing Tatum no red carpet
Channing Tatum na premier do filme "Magic Mike XXL" em Londres - Luke MacGregor - 30.jun.2015/REUTERS
São Paulo

Channing Tatum, 39, não está feliz com os acordos de custódia da sua filha, Everly Tatum, 6. O ator se divorciou da atriz Jenna Dewan em 2018, e agora deu entrada a um pedido de revisão dos documentos legais no Tribunal de Justiça da Califórnia (EUA), de acordo com o E! News.

Os dois compartilham atualmente a custódia legal e física da filha, mas o ator alega que a flexibilidade da guarda não tem funcionado para ele.

"Nos últimos seis meses, tornou-se evidente para mim que um cronograma de férias claro e específico é necessário e importante", disse Tatum. "Nós dois precisamos ser capazes de fazer planos durante nossos respectivos períodos de custódia, principalmente durante as férias, e ter um cronograma definido nos permitirá fazer isso".

Ainda de acordo com o E! News, o artista deseja intercalar a custódia nos feriados e festas, como Ação de Graças, Páscoa, Halloween e férias escolares. A ideia é que não falte comunicação com Everly –mesmo que esta precise ser feita pelas redes sociais ou FaceTime.

"Devido às nossas profissões, nossos horários estão mudando constantemente e é necessária a flexibilidade para garantir que ambos são capazes de trabalhar, e [eu] ter o mesmo tempo que o Everly", explica Tatum.

Ele também pediu que nenhum dos pais seja autorizado a usar o nome ou a imagem de Everly para qualquer patrocínio, propaganda, campanha e parceria paga ou com fins lucrativos, em qualquer forma de mídia, sem o consentimento prévio e por escrito da outra ​parte.  A audiência do pedido de Tatum está marcada para o dia 28 de janeiro de 2020.

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem