Celebridades

Jussie Smollett, ator de 'Empire', afirma que não pagou a nigerianos para atacá-lo em Chicago

Polícia acredita que ator teria pago a dois amigos para fingir agressão

O ator Jussie Smollett
O ator Jussie Smollett - Frederic J. Brown-17.mai.2017/AFP
São Paulo

O ator Jussie Smollett, 36, que interpreta Jamal Lyon na série "Empire", afirmou ao jornal Daily Mail que não pagou US$ 3.500 (R$ 12.950) a dois irmãos nigerianos para atacá-lo quando deixava um restaurante em Chicago.

A declaração acontece depois de a polícia de Chicago afirmar na noite deste sábado (16) que havia uma linha de investigação na qual apontava que o ator teria arquitetado sua própria agressão no final de janeiro. De acordo com a política, os irmãos Abimbola “Abel” e Olabinjo “Ola” Osundairo teriam sido contratados por Smollett.

Os irmãos são modelos e ambos atuaram como figurantes na série de TV e usam o mesmo ginásio que o ator de "Empire".  Abimbola e  Olabinjo foram detidos para serem interrogados pela polícia de Chicago, na última quarta (13), mas foram libertados sem acusação na sexta (15), depois de concordarem em "confessar a acusação" ou enfrentar acusações de agressão, segundo reportou o canal Fox 32 Chicago.

Ainda de acordo com o canal americano, os irmãos disseram a policiais que compraram a corda usada no pescoço de Smollett após o ataque. Eles entregaram a polícia o recibo da compra. A polícia de Chicago afirmou que já entrou em contato com a equipe jurídica do ator para que ele possa dar depoimento.

Em entrevista ao Entertainment Weekly, os advogados do ator, Todd S. Pugh e Victor P. Henderson, disseram que  Smollett está "irritado e abalado" após os investigadores de polícia afirmarem que ele teria orquestrado seu próprio ataque. 

Na noite deste sábado, Pugh e Henderson emitiram uma declaração, em nome de Smollett, minimizando a amizade do ator com os irmãos e insistindo que seu cliente é uma vítima de crime de ódio. "Jussie Smollett está furioso e abalado com relatos recentes de que os perpetradores são pessoas com quem ele está familiarizado."

Eles também afirmaram que um dos homens era o personal trainer de Smollett para um videoclipe. "Um desses supostos suspeitos era personal trainer de Jussie, que ele contratou para prepará-lo fisicamente para um videoclipe."

O ator afro-americano Jussie Smollett, abertamente gay, disse à polícia que havia acabado de sair de um restaurante, em 29 de janeiro, quando dois bandidos se aproximaram. De acordo com TMZ, ele tentou reagir ao ataque, mas acabou tendo a costela fraturada pelos agressores.

Os homens chegaram a colocar uma corda em volta do pescoço de Smollett, jogaram água sanitária sobre ele e, antes de sair, teriam gritado: "Faça a América Grande de Novo", slogan usado pela campanha de eleição do presidente Donald  Trump.

Abimbola “Abel” e Olabinjo “Ola” Osundairo são suspeitos de terem atacado o ator Jussie Smollett
Abimbola “Abel” e Olabinjo “Ola” Osundairo são suspeitos de terem atacado o ator Jussie Smollett - Reprodução/Instatgram
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias