Renato Kramer

Musical minimiza tragédia e celebra 'politicamente incorreto' dos Mamonas Assassinas

"O Musical Mamonas", que conta a meteórica trajetória dos cinco rapazes de Guarulhos (Dinho, Júlio, Bento, Samuel e Sérgio), os integrantes da banda Mamonas Assassinas, teve a sua estreia para convidados na última segunda-feira (14) no Teatro Raul Cortez (SP).

Tanto o texto de Walter Daguerre quanto a direção-geral do experiente José Possi Neto parecem ter apostado essencialmente no legado de alegria e irreverência deixado pelos Mamonas, muito mais do que evidenciar a tragédia de sua morte prematura.

Assim que os garotos de Guarulhos voltam do céu para reativar o "politicamente incorreto", o espetáculo se torna uma grande festa, com muito ritmo nas coreografias de Vanessa Guillen, muitos sucessos originais da banda e algumas canções criadas especialmente para a peça, sob a competente direção musical de Miguel Briamonte.

A difícil tarefa de dar vida aos cinco jovens que queriam tocar um rock progressivo e acabaram estourando no melhor estilo "besteirol irresistível" coube aos atores Ruy Brissac (Dinho), Yudi Tamashiro (Bento), Adriano Tunes (Júlio), Elcio Bonazzi (Samuel) e Arthur Ienzura (Sérgio).

Os cinco se saem bem, com destaque para as tiradas de humor de Tunes e a energia e a bela voz de Brissac, além de sua grande semelhança física com o brilhante e carismático vocalista Dinho. "Eu queria ser um astro do rock, me tornei um asno do rock", comenta Dinho, sempre pronto a rir de si mesmo.

Afora alguns momentos em que o elenco de apoio exagera um pouco na atuação, tirando o foco dos personagens centrais de quem a história está sendo contada, o espetáculo flui com graça e muito alto astral, envolto na bela cenografia de Nello Marrese, na luz do sempre competente Wagner Freire, nos figurinos do craque Fábio Namatame e no design de vídeo de Valu Vasconcelos. Sem esquecer a qualidade do design de som de Gabriel D'Angelo e da maquiagem e cabelo de Anderson Bueno.

Completam o elenco com brilho os atores Patrick Amstaldem, Marco Azevedo, Rafael Aragão, Maria Clara, Bernardo Berro, Nina Sato, Vanessa Mello, André Padreca, Gabriela Germano e Reginaldo Sama.

Assim, 20 anos após a morte trágica da banda em um acidente aéreo que levou embora a alegria e a deliciosa irreverência dos Mamonas Assassinas, "O Musical Mamonas" vem lhe fazer a devida reverência. Já não era sem tempo.

<> Galeria
Musical Mamonas
Musical Mamonas
Veja imagens do musical dos Mamonas Assassinas

 

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias