Renato Kramer

'Vivi durante muito tempo no cheque especial', diz Monica Martelli

O "Saia Justa Verão" (GNT) debateu no domingo (17), entre outros assuntos, sobre "gente endividada". "É o seu caso também?", perguntou a apresentadora Astrid Fontenelle.

"O endividamento dos brasileiros anda batendo todos os recordes. Ser gastador e ficar devendo pode ser uma necessidade ou um dado de personalidade. Tem gente dura, que precisa se endividar, mas tem os que simplesmente não entendem o conceito de limite de crédito", declarou Astrid.

"Vivi durante muito tempo no cheque especial", soltou Monica Martelli. "Quando eu comecei a ganhar dinheiro e sair do cheque especial, eu falei: 'meu Deus, que coisa incrível, que sensação boa é não depender de cheque especial!'", desabafou a atriz.

"Meus pais tentaram me ensinar uma série de coisas que eu nuca consegui aprender", afirmou a jornalista Barbara Gancia. "Em todas as áreas, emocional, financeira. Mas eu tô melhorando. Eu era uma catástrofe! Eu detestava qualquer coisa que envolvesse números, não queria nem ver, e quando ia ver, já estava péssima a situação", confidencia.

A jornalista diz que atualmente consegue ter um maior controle, visita o seu banco de dois em dois dias para se inteirar do que está acontecendo.

"Eu sou uma ex-rica!", declara abertamente a atriz Maria Ribeiro. "Não tinha aquele programa 'Mulheres Ricas'? Eu queria fazer um programa 'Mulheres Ex-Ricas", acrescentou Maria.

E contou um pouco da sua história financeira: "O meu pai começou a ganhar muita grana, mas muita grana. E eu comecei a achar que eu era milionária, que o dinheiro nunca ia acabar! E quando eu tinha uns 15 anos, meu pai 'quebrou'. E acabou", relata Ribeiro.

"Eu sou super controlada. Nunca usei limite de cheque especial!", diz Astrid Fontenelle. "Eu nunca paguei cartão de crédito em parcela, eu gasto o que eu tenho". "Eu não acredito. Você tá falando sério?", exclama Maria Ribeiro estupefata.

E aproveita o embalo para responder uma pergunta para Monica Martelli que ficara no ar: "Você perguntou por que a gente compra aquela coisa que não precisa. Amor, você jura que não sabe por quê? Pra preencher aquele vazio no coração! É tipo assim, um amorzinho", argumenta Maria.

<> Galeria de Imagens
21757
Matéria importada do Spiffy News

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias