Renato Kramer

João Vicente sugere 'treinamento de UFC com anjinho da guarda' para o Ano Novo

"Sorte já nasce com a pessoa ou tem mandinga pra virar sortudo?", foi um dos temas do último "Papo de Segunda" (GNT) de 2015.

Marcelo Tas foi o primeiro a dar a sua opinião: "Esse negócio de sorte é relativo. Porque você planeja, trabalha duro, se sacrifica e quando você consegue aquilo, aparece um desavisado e fala assim: pô, mas que cara sortudo esse Marcelo!".

"Ele não viu os buracos que você já botou o pé, não viu os tombos que você tomou... As pessoas só vêem a parte boa", concorda João Vicente. "O compacto dos melhores momentos!", acrescenta Tas. "Só os gols do Fantástico", arremata Vicente.

"Vocês têm uma conexão com a sorte?", perguntou Tas para os colegas.

"Eu acredito", respondeu Xico Sá prontamente. "Eu me pego dizendo: sou um homem de sorte!". "Eu penso muito na minha história como um todo e pô, eu sou um cara de sorte!", concorda João Vicente, "encontrei pessoas incríveis no trabalho, realmente eu sou muito sortudo".

"Tem alguma mandinga para compartilharmos com nossos amigos?", quis saber Tas. "Eu tenho", apressou-se Léo Jaime. "Eu acredito em tudo o que dá sorte. A palavra contrária eu não gosto nem de falar, porque eu acredito na energia das palavras. A gente tem que planejar o que a gente sonha. Pensar e materializar: eu quero morar na casa tal, da rua tal, número tal, e aí você vai materializando aquilo", declara o cantor.

RIO DE JANEIRO, RJ - BRASIL - 16/07/2013 - Retrato do humorista Joao Vicente de Castro, do coletivo Porta dos Fundos, no Rio de Janeiro. Os episódios, lançados duas vezes por semana no seu canal do Youtube, têm chegado a 2 milhões de visualizações. (Foto: Leonardo Wen/Folhapress, FSP/ILU) *** EXCLUSIVO FOLHA ***
João Vicente de Castro - Crédito: Leonardo Wen/Folhapress

Quanto à mandinga, Léo conta que tem uma que usa sempre no palco: "Botar dinheiro no bolso. Eu acho que as pessoas gostam muito mais da gente quando a gente tá com dinheiro no bolso", afirma o compositor.

"Eu creio que tem muito a ver o acaso, o sortudo e a intuição. O meu grande amigo Fernando Meirelles (cineasta), não é que ele tem sorte, ele usa muito a intuição. Ele está sempre atento à intuição e o danado é assim: ele tem sorte!", declara Marcelo Tas.

"Vocês conhecem gente que só se ferra? Que não dá sorte?", perguntou João Vicente. "Conheço gente que diz que só se ferra", afirma Xico. "Eu conheço muito esse personagem do Xico, que lembra aquele desenho animado em que o Hardy dizia: ó dia, ó vida, ó azar!", completa Tas.

João Vicente faz um alerta: "Tem também a questão de não dar chance ao azar. Eu sou uma pessoa que não dou mole! Nunca fui assaltado por isso. Você tem que saber onde você tá, com quem tá ali, saber onde pisa e não deixar na mão da sorte. Ajudar a sorte. Fazer um treinamento de UFC com seu anjinho da guarda!". "Ah, que bonitinho!", observou Tas.

Para encerrar, Marcelo Tas quis saber se 2014 foi um ano de sorte ou de azar para os seus colegas. "Pessoalmente de muita sorte!", respondeu João Vicente. "Muita sorte", afirmou Léo Jaime. "No campo pessoal, muita sorte. O que se tem é um cenário desfavorável na política", completou Xico Sá.

"Para nós que estreamos o "Papo de Segunda", foi um ano sensacional!", declarou Tas. "Obrigado pela companhia de vocês aí de casa, ou do smartphone, e que 2016 seja um ano de bons debates, aprendizado, como foi pra todos nós. E tem uma coisa: segunda próxima já começa a temporada de 'Papo de Segunda Verão'. Nós, operários do amor que não tiramos férias, com as minas do 'Saia Justa' juntinhos aqui. Feliz Ano Novo, lindinhos e lindinhas!".

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias