Cinema

Ben Affleck nega que vai deixar de interpretar o Batman

Ben Affleck
Ben Affleck durante a Comic-Con 2017, em San Diego, nos EUA - Richard Shotwell; Richard Shotwell/Invision/AP


Ben Affleck desmentiu, neste sábado (22), as especulações de que "A Liga da Justiça" seria seu último filme como Batman, dizendo aos fãs que conta com o apoio da Warner Bros. para continuar interpretando o personagem.

A reação chega após rumores publicados na imprensa de entretenimento dos Estados Unidos de que o estúdio estava fazendo testes de elenco para substituir Affleck, de 44 anos, como intérprete do super-herói.

"Deixe-me ser muito claro, eu sou o cara mais sortudo do mundo", disse Affleck a uma multidão de 6.000 fãs no Comic Con de San Diego, na Califórnia.

"Batman é a parte mais legal (...) em qualquer universo, D.C., Marvel, é incrível. Estou emocionado de interpretá-lo", acrescentou.

Ele disse que depois de duas aparições como Batman na produtora D.C. Extended Universe da Warner, os chefes do estúdio Kevin Tsujihara, Sue Kroll e Toby Emmerich deixaram claro que o papel continuaria sendo dele.

"Eu acredito neles", disse Affleck. O próximo filme do herói será "The Batman", dirigido por Matt  Reeves, que ainda este ano estreia "Planeta dos Macacos: A Guerra".

Affleck estava inicialmente programado para dirigir o filme de Batman e co-escrever o roteiro, mas Reeves já trabalhando em uma nova história, que deve dar início a uma trilogia.

Reeves revelou durante a turnê de promoção do "Planeta dos Macacos", em junho, que ele estava planejando uma versão investigativa de Batman, influenciada pelo lendário diretor Alfred Hitchcock.

Affleck vai colocar a capa e o capuz no filme "Liga da Justiça" de Zack Snyder, que estreia em novembro. Ele compartilhou o palco na Comic Con com os co-protagonistas Gal Galot, Jason Momoa, Ezra Miller e Ray Fisher.



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem