Você viu?

Nudez, pum, palavrão e queda na piscina: veja as maiores gafes em lives da quarentena

Todo mundo está sujeito a que algo de errado aconteça durante transmissão ao vivo

São Paulo

A pandemia do novo coronavírus fez a quantidade de lives ao redor do mundo se multiplicar. E com elas as gafes a que todo mundo está sujeito durante uma transmissão ao vivo acabaram tomando novas proporções. Afinal, as redes sociais estão ávidas por novidades para comentar e tudo o que sai do previsto é muito mais interessante.

Confira abaixo algumas das maiores gafes cometidas por figuras públicas durante a quarentena.

Gilmar Mendes e a reunião que não acabou

Começando com uma que poderia ter acontecido com qualquer um. Você está estressado com o excesso de videoconferências durante este período de isolamento social? O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), é um que não conseguiu disfarçar a exasperação ao terminar um bate-papo por meio dessa tecnologia. Assim que termina a reunião, ele solta um sonoro "porra", achando que a transmissão já havia se encerrado. Quem nunca, não é mesmo?

Ludmilla na piscina de casa

Imagine a cena: você está lá empolgado no meio de um show num cenário montado em cima da piscina da sua casa e, do nada, cai dentro d'água. Parece cena de comédia pastelão, mas pode acontecer. Que o diga a cantora Ludmilla, que teve que interromper a live no meio para se secar.

O cheiro da calcinha

Essa é tão boa que parece mentira. O vereador Ditinho do Asilo (PSC), de Bragança Paulista (SP), cheirou uma calcinha durante uma sessão da Câmara Municipal. Enquanto os colegas discutiam sobre a questão do corte de árvores na cidade, ele pegou a peça íntima e, sem perceber que a câmera dele estava ligada, esticou a calcinha, a observou e, em seguida, cheirou a peça.

Gusttavo Lima e o celular quebrado

O cantor Gusttavo Lima só queria celebrar o sucesso da live que estava fazendo, mas a empolgação foi tanta que acabou atrapalhando. Ao jogar os braços pra cima para comemorar, ele arremessou o próprio celular para longe. "Ainda mais nessa quarentena, que não estou fazendo show, como vou arrumar dinheiro para comprar outro?", brincou. As lives do sertanejo eram patrocinadas por fabricantes de bebidas alcoólicas e causaram polêmica pela quantidade que ele consumiu.

As desculpas do procurador

Essa foi inusitada. Durante uma sessão do TJMT (Tribunal de Justiça no estado do Mato Grosso), o procurador Paulo Prado esqueceu que estava com o microfone ligado soltou não apenas um, mas dois puns. O barulho fez com que o advogado que estava com a palavra parasse por alguns instantes, mas mesmo constrangido ele terminou sua fala. Logo depois, Prado pediu a palavra ao desembargador Márcio Vidal para se desculpar pela "deselegância".

Zé Neto e ai meu dedinho

O cantor Zé Neto, da dupla com Cristiano, estava tão à vontade na live que ficou sem sapatos para cantar. Ele só não esperava bater com o dedo na quina da caixa de som e a reação provocou gargalhadas entre os fãs que assistiam. Ainda na mesma live, Cristiano havia prometido raspar a cabeça se eles batessem a meta de 200 toneladas de alimentos arrecadados. Eles conseguiram e o cantor cumpriu a promessa ao vivo.

Banho pra todo mundo ver

Com o isolamento social, também tem muito jornalista fazendo o trabalho de casa. A repórter Melinda Meza, do canal estadunidense KCRA 3, era uma delas. Enquanto ela dava dicas sobre cuidados com os cabelos, a jornalista não percebeu que o marido dela estava tomando banho ao fundo, completamente pelado.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem