Você viu?

Estátua no Rio em homenagem a Tom Jobim usa máscara contra o coronavírus

Mármore do compositor amanheceu no Rio com proteção facial nesta quinta (19)

Um dos maiores músicos e compositores do século que passou XX, após sua morte em 1994, ganhou uma estátua em sua homenagem no bairro de Ipanema. Hoje amanheceu com uma máscara da pandemia do coronavirus para surpresa dos cariocas.
Um dos maiores músicos e compositores do século que passou XX, após sua morte em 1994, ganhou uma estátua em sua homenagem no bairro de Ipanema. Hoje amanheceu com uma máscara da pandemia do coronavirus para surpresa dos cariocas. - DANIEL DELMIRO/Agnews
São Paulo

A estátua do compositor brasileiro Tom Jobim, localizada na Orla da Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, amanheceu diferente nesta quinta-feira (19).

O mármore ganhou uma máscara de proteção facial para simbolizar o combate a pandemia do novo coronavírus, que tem sido o assunto mais falado no momento. Por coincidência ou não, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro confirmou dois óbitos por caus da Covid-19 nesta quinta.

Vale lembrar que a estátua do músico é um dos principais pontos turísticos da cidade carioca. Tom Jobim foi um dos principais compositores da história. Além disso, ele também era maestro, pianista, cantor, arranjador e violonista brasileiro.

"Eu sei que vou te amar", "Chega de saudade" e "Desafinado" são os sucessos mais conhecidos de Tom Jobim na música naciona brasileira (MPB).

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem