Você viu?

'Esperei até estar com fome', diz homem que comeu banana de US$ 120 mil em galeria de arte

Artista disse que não se arrepende de acabar com a obra exposta em Miami

O artista David Datuna come a banana que fazia parte de uma instalação intitulada "Comédia", do artista Maurizio Cattelan, na Mostra de Arte Art Basel, em Miami Beach, na Flórida - Ronn Torossian-07.dez.2019/Reuters
Angela Moore
Nova York

O artista performático que comeu neste sábado (7) uma banana colada à parede em uma instalação de arte nos Estados Unidos disse não se arrepender da ação e que esperou até ter fome antes de "atacar" a obra. 

A banana colada com uma fita adesiva prateada na parede da galeria Art Base, em Miami Beach, na Flórida, foi criação do artista Maurizio Cattelan. Ela já havia sido vendida por US$ 120 mil (cerca de R$ 500 mil), antes de ir parar no estômago do artista georgiano David Datuna.

Datuna disse que sua ação não foi um ato de vandalismo. Ele classificou como sua própria performance artística, a qual intitulou de "Artista com Fome".

"Eu decidi [comer a banana] na parte da manhã. Mas eu não estava com tanta fome. Então esperei duas horas até ir à Basel para comer", disse Datuna a jornalistas nesta segunda-feira (9). 

O artista não só comeu a fruta, como o fez diante de uma plateia, o público que tirava selfies com a banana. Ele ainda compartilhou o vídeo da ação em seu perfil no Instagram.

"Primeiramente, eu respeito muito esse artista. Para mim, ele é um dos principais artistas no mundo", disse Datuna. "E eu acho que essa é a primeira vez na história que um artista come o conceito de um outro artista. As pessoas me perguntam: você comeu a banana? Fisicamente era uma banana, mas a banana é só uma ferramenta. Então eu comi o conceito da arte". 

Ele acrescentou que a obra estava gostosa. "Então, novamente, não foi vandalismo. Foi uma performance para mim. E com certeza, eu não me arrependo", disse.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem