Você viu?

Como Alexa, a assistente virtual da Amazon, gravou e compartilhou conversa privada de casal

Dispositivo teria ligado por ter 'entendido errado' palavras de diálogo entre os donos

O dispositivo eletrônico foi acionado sem que seus donos soubessem, gravou uma conversa privada e enviou a uma lista de contatos
O dispositivo eletrônico foi acionado sem que seus donos soubessem, gravou uma conversa privada e enviou a uma lista de contatos - BBC/Amazon

Descrição de chapéu BBC Brasil
Dave Lee

Um casal em Portland, nos EUA, fez piada dizendo que Alexa, a assistente virtual da Amazon, podia estar ouvindo suas conversas particulares. O serviço de voz, usado por alto-falantes inteligentes da série Echo (também da Amazon), permite a seus usuários interagir com mais de 15 mil aplicativos por meio de comandos de voz.

Mas a piada do casal virou realidade quando os dois descobriram que uma conversa deles foi de fato registrada por Alexa –e depois enviada para uma pessoa aparentemente aleatória de sua lista de contatos.

A mulher do casal, Danielle, que não quis revelar seu sobrenome, contou ,em entrevista ao canal de TV local KIRO7, que eles souberam do problema por um telefonema de uma pessoa que trabalha para o marido.

O aparelho escutou a conversa de um casal e enviou para um dos contatos
O aparelho escutou a conversa de um casal e enviou para um dos contatos - BBC/Getty

"Ele começou a nos dizer que havia recebido arquivos de áudio de gravações de dentro de nossa casa", diz. "No início, meu marido falou 'Não, você não recebeu'. Mas aí a pessoa disse 'Você ficou lá conversando sobre pisos de madeira'. E nós dissemos: 'Oh, meu Deus, você realmente nos ouviu'."

Por sorte, os arquivos "vazados" eram inocentes comentários sobre pisos de madeira, mas poderiam ter sido confidências íntimas. Consultada sobre o caso, a Amazon explicou, em nota, o ocorrido.

"O Echo (o alto-falante) 'acordou' devido a uma palavra na conversa de fundo soando como 'Alexa' (o comando que inicia o dispositivo)." "Então, a conversa subsequente foi ouvida como uma solicitação de 'enviar mensagem'." 

"Nesse ponto, Alexa disse em voz alta: 'Para quem?' E a conversa em segundo plano foi interpretada como um nome na lista de contatos do cliente. Alexa então perguntou em voz alta: [nome do contato], certo?' Alexa, em seguida, interpretou a conversa de fundo como 'certo'."  "Por mais improvável que essa sucessão de eventos fosse, estamos avaliando opções para tornar casos como esse ainda menos possíveis de ocorrer", finaliza a nota da Amazon.

Danielle disse à outra emissora, a ABC, que nem ela nem o marido ouviram algum tipo de aviso sonoro de Alexa de que o aparelho estava gravando e enviando mensagens. Ela contou ter sido procurada pela Amazon que lhe ofereceu um reembolso pelos aparelhos Echo.

O caso serve como lembrete de como a interação com inteligência artificial –suscetível e interpretações indesejáveis– ainda passa por fase de desenvolvimento.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem