Viva Bem

Saiba como usar adesivos para redecorar um cômodo sem cair no clichê

Criar padrões com símbolos é uma boa opção até para ambientes pequenos

Os padrões criados pelos adesivos são fáceis de aplicar e renovam o ambiente Para criar um padrão, algumas lojas vendem cartelas já cortadas (Adesivo Decorativo Flamingo 60x30cm Dourado - Leroy Merlin - R$ 49,90)
Os padrões criados pelos adesivos são fáceis de aplicar e renovam o ambiente Para criar um padrão, algumas lojas vendem cartelas já cortadas (Adesivo Decorativo Flamingo 60x30cm Dourado - Leroy Merlin - R$ 49,90) - Divulgação/LeroyMerlin

Descrição de chapéu Agora
Beatriz Fialho
São Paulo

Para quem está cansado da tradicional parede branca, os adesivos podem ser boas opções para transformar um ambiente da casa. Mas, com a tendência do design minimalista, as árvores e os arabescos maiores estão dando espaço agora para as estampas menores.

“Os adesivos voltaram fortes, como uma proposta descolada para agregar personalidade à decoração”, explica a designer de interiores Linda Martins. A dica é usar pequenas figuras, que são aplicadas de forma repetida e espaçada, criando um padrão, como se fosse uma estampa composta.

“Desenhos geométricos estão em alta e são bastante fáceis de manusear. Ficam interessantes em qualquer ambiente, inclusive, nos pequenos cômodos”, acrescenta Linda.

O ideal é tentar combinar o tema do ambiente com o desenho a ser utilizado nele. Para um escritório, triângulos e losangos dão um ar mais sério. Para quartos e salas, círculos, corações e gotas podem tornar o cômodo mais aconchegante. Para quem gosta de grafismos, desenhos de abacaxis e estampas de flamingos podem criar espaços descontraídos e divertidos.

“Além de barato e fácil de aplicar, o adesivo pode ser retirado sem estragar a parede, caso a pessoa queira mudar novamente. Por isso, pode ousar tranquilamente com a tendência!”, ensina Thaisa Tozoni, designer de interiores.

Ela acrescenta que, no entanto, é importante usar esse recurso com parcimônia, para destacar uma parede ou outra _nunca várias no mesmo ambiente. Também é preciso prestar atenção nas cores para não exagerar.

Outra boa opção para quem quer mudar as paredes de casa é usar adesivos para criar “quadros”. Diferentemente da padronagem, essa técnica envolve desenhos maiores, aplicados em uma parede que mereça destaque no cômodo.

Desenhos do mapa mundi podem enfeitar a cabeceira da cama, por exemplo. A regra é seguir as proporções da decoração: desenhos verticais para espaços estreitos, desenhos horizontais para mais largos, acompanhando a linearidade dos móveis.

Esses adesivos podem ter uma cor só ou uma estampa colorida. Por isso, é importante pensar no que vai combinar mais com o ambiente. “Se você tem muita estampa no sofá ou na sua cama, é bom evitar. E sempre procure trabalhar com a mesma paleta de cores, se não quiser errar”, acrescenta Tozoni.

Também não é recomendado utilizar as duas técnicas em um mesmo ambiente. “Geralmente, utilizamos adesivos em apenas uma parede”, diz Linda Martins.


FAÇA VOCÊ MESMO

>> Para criar padrões

Você pode fazer o seu próprio adesivo de padronagem. Para isso, escolha uma cor lisa de papel adesivo (que pode ser comprado por metro em qualquer papelaria) e um desenho que seja simples

Em um papel sulfite, risque o molde do desenho dentro de um quadrado de 7 cm x 7 cm. Esse é o tamanho máximo que uma estampa deve ter para criar o efeito visual. Se a parede for muito pequena, diminua ainda mais a medida. Quanto menor, mais delicado. Risque e recorte o adesivo.

Passe um pano seco na parede antes de aplicá-lo e determine uma distância padrão para posicionar os desenhos. Você pode utilizar uma régua ou uma fita métrica para se orientar


>> Para criar um “quadro”

Escolha um desenho maior, mas que não tenha muitos detalhes nem recortes. Você pode imprimir ou fazer um molde à mão. Caso não encontre um papel adesivo com estampa de seu gosto, também é possível usar tecidos de algodão

O tecido pode ser aplicado na parede com uma mistura de 1/3 de água para 2/3 de cola, espalhada diretamente na parede. Para finalizar, passe uma camada da cola por cima, tomando cuidado para não ultrapassar as bordas
 

Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem