Viva Bem

Técnica de aplicar estêncil no chão de concreto renova visual da casa

Desenho feito com tinta é nova tendência na decoração

mulher fazendo estêncil no chão de concreto
A blogueira Ana Loureiro fez a experiência de fazer sozinha a prática de estêncil sobre concreto - Divulgação

Descrição de chapéu Agora
Fabiana Schiavon
São Paulo

O peso do concreto pode ganhar leveza com a técnica do estêncil no chão. Usando tinta branca, preta ou colorida, é possível criar desenhos e imprimir um novo estilo à casa.

"O estêncil é uma técnica para aplicação de tinta em uma superfície em que é utilizado um desenho feito em um molde vazado. Esse formato começou a ser utilizado desde a invenção do papel, mas foi popularizada por volta da década de 1960. O piso de cimento queimado é tendência na decoração dos espaços, e essa técnica tem sido utilizada para dar personalidade aos ambientes”, diz Erika Sugawara, arquiteta e sócia da Projeto de Fatto.

A criadora do blog Moda Custom, Ana Loureiro, retratou em um vídeo a sua experiência de criar o desenho e, depois de aplicar a tinta manualmente. "O estêncil pode ser usado para renovar um ambiente sem necessidade de obras. Ele consegue dar à casa um toque artístico e artesanal”, afirma Ana.

Há outras formas de reproduzir a técnica. “O material mais popular utilizado para fazer o molde é o acetato transparente. Existe no mercado uma variedade de moldes prontos, conhecidos como estêncil decorativo ou molde vazado”, diz a arquiteta. É recomendável escolher desenhos grandes e usar um estêncil que tenha a espessura de, pelo menos, um milímetro.

Para o arquiteto Fabricio Forg, o problema é encontrar o estêncil adequado. “Em geral, quando encontramos o molde, ele não tem as dimensões necessárias para a aplicação no piso. Por isso, recomendo fabricar o seu usando o polipropileno”, orienta ele.

O segredo para aplicação no piso está em juntar as peças e fixá-las bem, segundo Elaine Gonzalez, da UMM Arquitetura. “É possível adotar um padrão sequencial ou fazer um detalhe em apenas um dos cantos, imitando um tapete. Aguardar a secagem é outro segredinho para garantir que o trabalho fique perfeito”, sugere Elaine.

Outra preocupação é preparar o piso. “Primeiro, o espaço precisa estar muito limpo e liso. Faça um teste antes em uma superfície menor para não perder todo o trabalho. Se você não tem muita habilidade, pode contratar um bom profissional, porque fazendo sozinho você economiza bastante, mas terá muito trabalho. O fundamental é ter capricho e paciência para conseguir um resultado eficiente”, afirma Erika.

A inspiração no que se refere às cores pode vir das tendências. "Se o piso tiver cor de cimento, o desenho pode ser feito do branco ao preto ou em tons mais escuros de cinza, como o chumbo. Estão em alta os tons de rosé, terrosos e um pouco de verde-menta", revela a arquiteta Vivian Ventura, que não aconselha a técnica em ambientes úmidos ou de muita circulação, onde o trabalho pode durar menos tempo.

Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem