Viva Bem

Saiba como usar paredes coloridas para criar novos ambientes em um mesmo espaço

Para arquitetos e decoradores, efeito proporcionado é funcional e charmoso

Sala de jantar com a parede pintada de rosa
A arquiteta Nabila Sukrie apostou no rosa para destacar a sala de jantar de sua casa. - Gisele Rampazzo/Histórias de Casa
Descrição de chapéu Agora
Karina Matias
São Paulo

 Quer criar um cantinho de leitura na sala ou delimitar o espaço de um escritório e não sabe como? A dica de arquitetos e decoradores é apostar em paredes coloridas para separar esses ambientes e conseguir um efeito ao mesmo tempo funcional e charmoso.

"Quando usamos diferentes cores em uma mesma sala, conseguimos esse efeito de destacar determinada decoração ou de dividir os espaços", explica a designer de interiores Elizabeth Marquéz, da Tej Interiores.

A também designer de interiores Bruna Lourenço da Rocha, do site Histórias de Casa (historiasdecasa.
com.br) compartilha a mesma opinião. “Pintar a parede é uma forma rápida de transformar o espaço e conseguir uma identidade maior para ele. A relação entre custo e benefício é muito vantajosa.”

Como exemplo do uso desse recurso, ela cita o projeto que a arquiteta Nabila Sukrieh, do estúdio Minke, fez para o próprio apartamento. No local, a sala de jantar ganhou paredes no tom rosa.

“Estava achando o espaço muito apagado perto do resto da sala e percebi que um ponto focal de cor ali cairia bem. Já tinha quadros cor-de-rosa no espaço e, como eles combinavam com a parede chocolate atrás, então, resolvi abusar do tom e deixar aquele cantinho mais presente ainda”, explica a arquiteta. Bruna acrescenta que a proposta também pode ser aplicada pintando apenas a parede do teto de uma cor diferente, no espaço que deseja delimitar. “Nessa situação, pode ser interessante manter as paredes de uma cor neutra, como branco, e mudar apenas o teto”, orienta.

Já Elizabeth Marquéz acrescenta que a técnica também pode ser usada para destacar uma parede que tenha quadros especiais. “Em muitos casos, é possível aproveitar a própria arquitetura da casa, como vigas. Com a ajuda da tinta na parede, elas vão separar ambientes e dar uma moldura para aquele espaço”, explica. 

SEM MEDO DE ARRISCAR

Paula Jaber, responsável pela curadoria dos ambientes do site de decoração Westwing, observa que muitas pessoas ainda têm medo de usar cores, mas garante que vale a pena se arriscar. “Com um pouco de criatividade, utilizando um tom diferente e compondo com alguns objetos, é possível criar um novo conceito dentro do mesmo espaço de forma fácil e simples.” 

Ela acrescenta outras possibilidades criadas por uma parede colorida. “Você consegue também crescer, ampliar um ambiente ou atrair um pouco mais de luminosidade a ele. O segredo é ter um pouco de ousadia e brincar com as cores. No começo, pode parecer difícil, mas, com o tempo, vai ficando simples."

Daniel Szego, sócio e diretor de desenvolvimento de projetos arquitetônicos da SZK Arquitetura, afirma que paredes coloridas dão personalidade ao espaço. A dica dele é começar de forma cautelosa. “Invista em uma cor escura em apenas uma parede, onde será criado o ponto focal do ambiente. De preferência, escolha uma parede pequena.”

Uma outra possibilidade, segundo ele, é apostar em nichos de pedra. Já quem prefere ambientes mais leves e sem excesso de informação pode investir em cores em tons pastel. “Escolha um ponto ou uma parede para dar destaque e componha o restante com elementos neutros, para balancear”, recomenda ele.

Se o morador gosta de cores vivas, pode apostar nisso sem medo. “Infinitas combinações são possíveis”, complementa. O cuidado, alerta Szego, deve ser apenas com ambientes pequenos. “Evite cores escuras, porque elas criarão a sensação de que o local é menor do que ele realmente é”, conclui.

Agora
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias