BBB21

BBB 21: Nego Di desabafa sobre Karol Conká: 'Não me procure mais'

Humorista insinua querer que Karol tenha um índice de rejeição maior que o dele

Nego Di deixou a casa com o recorde de votação do 'Big Brother Brasil': 98,76% dos votos do público - João Cotta/Globo
São Paulo

O humorista e ex-BBB Nego Di, se manifestou sobre Karol Conká, que está emparedada, nesta segunda-feira (22). Ele entrou para a história do reality ao alcançar o maior índice de rejeição do público em um paredão, com 98,76% dos votos, e agora quer que a rapper tenha uma porcentagem maior, além de sugerir ter votado nela.

"Será que vai?" escreveu o humorista em uma publicação de uma montagem onde ele passa a coroa para Karol, referindo-se ao concurso Miss Universo, no ato em que a miss atual entrega o título para a nova vencedora. Em outra imagem, ele sugere que se esforça na votação para eliminar a ex-colega de confinamento.

Além dessas publicações, ele também gravou uma mensagem para Karol em vídeo. Em meio a ironia, Nego Di começa a falar em um tom apaziguador: "Cara, mas independente de qualquer coisa, falando sério, sei que ela fez muitas maldades, cometeu muitos erros, assim como eu cometi muitos erros", começou.

"Eu vi depois vídeos de coisas que ela fez lá que eu não vi, coisas que ela fez depois e falou inclusive, de estar dizendo para galera 'ah, agora o Di já foi' como se o grande problema fosse eu, palavras que ela colocou na minha boca", continuou no vídeo.

E para concluir a mensagem, ele muda o rumo de sua fala: "Independente de tudo isso, eu só desejo que ela vá para a p. que pariu, vá tomar no c. dela. Não me procure mais, cara, vai se tratar". Essa não é a primeira vez que o humorista comenta sobre as atitudes de Karol após a saída do programa.

Em entrevista no programa BBB: A Eliminação (Multishow), ele chegou a insinuar que os atos da rapper se assemelhavam aos de um sociopata. "Dói um pouco e, ao mesmo tempo me preocupa. Porque existe um limite entre tu ser um jogador e entre tu ter... É aquela brincadeira do parafuso a menos, eu já começo a tirar a pessoa para tipo... Parece um pouco até de sociopatia, não é algo normal", falou.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem