BBB18

'BBB 18': Após chamar Mahmoud de 'veado', Ana Paula reclama do rótulo de 'bruxa' e diz que sonha ser atriz 

Participante foi indicação do líder para a berlinda de estreia 

Ana Paula na área externa da casa do 'BBB 18'
Ana Paula na área externa da casa do 'BBB 18' - TV Globo

São Paulo

Ana Paula, a indicada do líder Mahmoud para o primeiro paredão do "BBB 18" (Globo), cuja formação completa acontece neste domingo (28), afirmou que também está ofendida com o que ouve pela casa. 

A participante, que antes de ir parar na berlinda, chamou Mahmoud de "viado", o que desagradou-lhe, desabafou com Diego e Paula sobre a "etiqueta", que vem recebendo. 

"Eles reclamam que o Mahmoud ficou ofendido comigo chamando ele de 'viado', mas e a Mara, que vive me chamando de bruxa, como se fosse um rótulo e eu tivesse que prever o futuro? Eu sou bruxa, não oráculo", disse. 

Natural de São Paulo, Ana Paula mora em São José (SC) desde os 11 meses. Ela diz que cresceu em uma família muito espiritualizada, experimentou diferentes crenças e é conhecida pelos amigos como "expert" em signos.

Em entrevista ao "Vídeo Show" (Globo) antes do confinamento, Ana Paula afirmou ser bruxa e astróloga, e que faz poções para o amor com seu círculo de bruxaria.

Muito ligada a espiritualidade e ocultismo, a participante também acredita que seu próprio pai é um reptiliano, uma espécie de extraterrestre que teria vários habitantes disfarçados vivendo na Terra.

'ESTOU DESESPERADA'

A Diego, Ana Paula ainda falou sobre a tensão "pré-paredão". "Estou desesperada. É que eu não estou transparecendo tanto, mas estou desesperada."

Ao defender sua permanência no programa, a "sister" disse que quer continuar na casa e vencer o programa para dar o dinheiro para sua mãe e para realizar seu sonho de ser atriz. 

"Eu quero ser atriz, mas eu preciso do dinheiro mesmo assim para eu conquistar minha carreira. E eu quero dar o dinheiro para minha mãe pra ela construi o instituto dela, que não é barato." 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem