Televisão

'Império': Marjorie Estiano relata surpresa e apreensão ao reassumir Cora

Atriz substituirá Drica Moraes na trama na próxima segunda-feira

Cora (Marjorie Estiano) e Cora (Drica Moraes) Globo

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

​A situação foi inusitada e pegou de surpresa tanto o elenco como os telespectadores da novela “Império” (Globo) em sua primeira exibição na TV, em 2014. A personagem Cora, vivida na fase adulta até então por Drica Moraes, 52, simplesmente rejuvenesceu mais de 20 anos, de uma cena para outra, sem qualquer explicação.

A mudança, que acabou entrando para a história das novelas justamente por ser inusitada, deve ser reexibida no capítulo da próxima segunda-feira (2) do folhetim, hoje reprisado na faixa das 21h. Marjorie Estiano, 39, que havia interpretado Cora na primeira fase, retorna para substituir Drica Moraes.

“Foi muito trabalhoso, em vários sentidos”, recorda Marjorie Estiano em entrevista ao F5. “Estava distante da personagem e era preciso resgatá-la o mais rápido possível. Era uma emergência. Deveria gravar no dia seguinte um monólogo que seria exibido no mesmo dia ou no posterior.”

A emergência foi causada por um problema de saúde que acometeu Drica Moraes à época. Foram crises de labirintite e, depois, perda de voz aguda, num período em que a trama não poderia seguir sem a personagem. Nessa fase da trama, Cora está em posse do diamante rosa de José Alfredo (Alexandre Nero) e tenta usá-lo para conseguir uma noite de amor com o Comendador.

E é justamente nessa noite de amor, que acaba não acontecendo, que Cora aparece rejuvenescida pela primeira vez. O casal marcará um encontro em um hotel, onde após tomar banho José Alfredo encontrará Cora com um véu preto. Ao retirá-lo, ele encontrará a versão mais jovem da megera, levando um susto.

Marjorie Estiano relata que se viu em uma situação complicada para retomar a personagem, pois não vinha acompanhando a trama nem mesmo pela televisão --seu foco estava no lançamento de seu álbum musical. "Não sabia se seria temporário [o retorno a 'Império'] ou não. Mas, naquele momento, era dar continuidade, o depois ficaria para depois mesmo."

Segundo ela, os desafios eram vários. “Era um grupo relativamente grande de atores e personagens com os quais eu não tinha construído relação. E era o último terço da trama, estavam todos cansados. O ritmo de gravação de uma novela das nove é extremamente intenso. Foi como entrar em uma corrida de velocidade sem nenhum aquecimento."

A solução encontrada pela atriz foi retomar a Cora que ela havia feito na primeira fase, em vez de tentar dar continuidade à Cora de Drica Moraes. Elas já tinham feito um preparo juntas meses antes, para a passagem do tempo. Mas no retorno foi apenas um telefonema, uma conversa tranquilizadora e as câmeras estavam ligadas.

E A COERÊNCIA?

A escalação de Marjorie Estiano para substituir Drica Moraes evitou que a novela “Império” deixasse seu enredo original, mas trouxe preocupação quanto à coerência da história e sobre como o público reagiria à mudança. Segundo Estiano, houve uma tentativa de encontrar lógica, mas todos acabaram entendendo se tratar de uma substituição técnica.

“Quando assumi, ainda não havia definição sobre quem era a personagem de fato. A possibilidade de mais à frente essa personagem se revelar outra foi considerada. Então, seguimos assim, o público, a equipe, os atores que contracenavam com a personagem… aos poucos, tudo foi se definindo. Cora era Cora mesmo”, brinca.

Estiano diz que a justificativa para o rejuvenescimento da personagem “ficou menor". "O público absorveu a mudança, e nós também. A personagem e a trama eram muito interessantes e a lógica ficou menos importante.”

Além de “Império”, Estiano está no ar hoje na reprise de “A Vida da Gente” (Globo, 2011) e estreia no próximo dia 12 a quarta temporada da série “Sob Pressão” (Globo). A atriz também tem outros projetos em desenvolvimento, mas ainda sob avaliação por causa da pandemia, que ela chama de “tragédia”.

Assim como aconteceu com quase todo o mundo, a atriz afirma que a crise da Covid-19 afetou sua rotina, hoje dedicada a filmes, séries, leitura e até mesmo à cozinha. “O básico ainda, mas experimento possibilidades”, brinca. Apesar disso, a atriz continuou trabalhando, como no especial “Sob Pressão - Plantão Covid”.

Questionada sobre os personagens que ainda a atraem, a artista diz que nunca idealizou nenhum papel até agora. "Tenho encontros inesperados que não seguem um critério específico, mas percebo uma lógica. Me interessa ser um instrumento que sirva a qualquer um, só preciso sentir uma conexão.”

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem