Televisão

Phelipe Siani corrige fala de Dante Mantovani em defesa de Mari Palma

Jornalista ressaltou o cargo da namorada e colega de bancada: 'É apresentadora'

Mari Palma e Phelipe Siani apresentam o "Live CNN Brasil"
Mari Palma e Phelipe Siani apresentam o "Live CNN Brasil" - CNN/Divulgação
São Paulo

Phelipe Siani, 35, interrompeu a fala do maestro Dante Mantovani durante a transmissão ao vivo do programa Live da CNN Brasil desta quarta-feira (6), do qual apresenta ao lado de sua namorada, Mari Palma.

O jornalista se incomodou com o fato de o ex-presidente da Funarte (Fundação Nacional de Arte) ter chamado Mari Palma de repórter, após o maestro insinuar que ela teria dado uma informação falsa sobre sua demissão no cargo. Um dia antes, Mantovani havia reassumido à presidência da Funarte, mas horas depois, o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tornou sem efeito o ato de sua nomeação.

"A repórter aí acabou de dizer que eu fui demitido da outra vez por causa de um vídeo e não procede, eu não fui demitido por causa de um vídeo. O vídeo que a senhora falou aí, eu gravei antes de ser nomeado, tá? Isso tem que ficar muito claro", afirmou Mantovani quando foi interrempido pelo jornalista.

Siani corrigiu a fala do maestro e ressaltou: "Só para ficar claro, maestro, desculpa interromper o senhor, não é repórter é apresentadora do ‘Live’, a Mari Palma."

A polêmica em questão discutida por eles é sobre um vídeo, que foi circulado na web, em que Dante Mantovani relaciona o rock ao satanismo. Ele foi demitido em março por Regina Duarte, que assumiu a Secretaria Especial da Cultura.

Phelipe Siani e Mari Palma reforçaram a fala da apresentadora se tratava somente da repercussão da filmagem, que acabou coincidindo com a demissão de Mantovani na época.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem