Televisão

MasterChef Brasil chega ao fim com prova de personalidade entre Lorena e Rodrigo

Competidores disputam prêmio de R$ 250 mil e bolsa na Le Cordon Bleu

Rodrigo e Lorena no episódio final do MasterChef Brasil 2019

Rodrigo e Lorena no episódio final do MasterChef Brasil 2019 Carlos Reinis/Band

Beatriz Vilanova
São Paulo

​​Após cinco meses recheados de desafios e ingredientes dos mais diversos tipos, a sexta temporada do MasterChef Brasil (Band) chega ao fim neste domingo (25).

Os finalistas, a piauiense Lorena Dayse e o paulista Rodrigo Massoni, disputarão a última prova, onde deverão criar um menu completo representando quem eles são para Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin.

No desafio, será preciso cozinhar pratos que reflitam suas histórias e preferências em frente aos familiares e a todos os participantes que foram eliminados ao longo dos 21 episódios.

Massoni classifica esta como a prova mais difícil do programa: “A pressão é muito maior [...], mas serei o mesmo Rodrigo de sempre. Virei com foco, cozinharei coisas das quais eu gosto". Lorena também diz que será a mesma pessoa que entrou na cozinha pela primeira vez: "Foi muita dedicação, muita luta, muita força e muito apoio familiar para que eu chegasse até aqui".

O chef Jacquin diz que consegue sentir paixão dentro dos dois finalistas. "O Rodrigo se transforma através da cozinha. É um personagem que precisa da cozinha, tem seus segredos. A Lorena é a alegria dentro da cozinha, gostaria de passar um domingo em um almoço com ela... Deve ser ótimo. Essa final será muito bonita, grande, com sinceridade".

Mas a trajetória até aqui, de fato, não foi fácil. Os participantes tiveram de lidar com brigas, provas com alimentos desconhecidos e uma disputa de audiência forte com o Domingão do Faustão e o Fantástico, ambos da Globo.

A temporada, que foi a primeira a ser exibida aos domingos, enfrentou uma queda de 5 para 4 pontos de audiência (com pico de 5,4 no episódio de estreia) na Grande São Paulo, o que motivou a volta do programa, na próxima temporada, para as noites de terça. Cada ponto do Kantar Ibope equivale a cerca de 72 mil domicílios.

Mesmo assim, a diretora do programa, Marisa Mestiço, avalia esta temporada como positiva. "Sempre acredito que a cada temporada estamos ainda melhores. Conseguimos produzir provas mais ambiciosas, os participantes chegam ao programa mais preparados”, conta em entrevista ao F5.

"Quando falamos em reality show, pensamos no recorte da vida das pessoas ali, e isso na pratica é lindo, porque mostra a face da mudança. É intenso, as pessoas batalham para estar ali na cozinha, e não é fácil. Então temos a junção da comida, do talento, da admiração, dos especialistas, da oportunidade de mudar", completa.

Mestiço afirma ainda que o programa gastronômico é produzido para a família e, por isso, a idade do público que o assiste é bem variada. "A cada temporada temos um público ainda mais especialista no formato e isso é maravilhoso, porque quanto mais íntimo, melhor a relação." 

Outro fator interessante do público é o seu diálogo constante com a internet –o retorno ao vivo, com memes, opiniões, pedidos e observações, diz Mestiço, é o “brilho do programa". Agora, ela aguarda o resultado de mais uma temporada.

Nos sites extraoficiais que fazem enquetes sobre o vencedor da final, Lorena e Rodrigo têm o favoritismo dividido. Mas Jacquin revelou que nenhum dos participantes por quem torceu conseguiu chegar à final.

"Nunca tenho sorte no MasterChef porque nenhum preferido meu ganhou [até hoje]. Nunca", disse o chef em coletiva de imprensa. Ele revelou que no MasterChef Profissionais 2017 torceu por Ravi e, nesta edição, por Juliana – "e o público detestava ela. O único que gostava era eu... mas é a vida". 

Quem vencer esta edição leva o troféu MasterChef, um prêmio de R$ 250 mil, uma bolsa de estudos na Le Cordon Bleu Paris, uma cozinha completa da nova linha Brastemp Gourmand e equipamentos da Tramontina, além de uma viagem pela Barilla para acompanhar o maior campeonato de massas do mundo, o Pasta World Championship. 

Já o segundo colocado ganha uma bolsa de estudos na unidade da Le Cordon Bleu em Ottawa, no Canadá. Os dois finalistas ainda serão premiados com R$ 1.000 por mês, durante um ano, para fazer compras com o cartão Carrefour. 

MASTERCHEF ALL STARS

Para a alegria dos fãs do reality culinário, a Band anunciou em março o novo programa MasterChef All Stars, que estreia em 15 de outubro. Sob comando de Ana Paula Padrão e com o mesmo trio de jurados, a intenção é trazer ex-participantes do reality que, embora tenham sido eliminados, se destacaram na competição.

O programa será exibido às terças-feiras, às 22h45, e terá apenas dez episódios. O prêmio, bem como os nomes dos participantes, ainda não foram divulgados.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem