Televisão

Paolla Oliveira e Marina Ruy Barbosa relembram início de carreira em 'Belíssima'

'Minha perna tremeu', disse Oliveira, quando Silvio de Abreu aprovou sua atuação

A atriz Paolla Oliveira na pré-estreia do filme "Alguém Como Eu"
A atriz Paolla Oliveira na pré-estreia do filme "Alguém Como Eu" - Marcus Leoni-22.mai.2018/Folhapress

Cris Veronez
Rio de Janeiro

Há algumas semanas, Fernanda Montenegro e Lima Duarte davam vida ao casal Mercedes e Josafá em "O Outro Lado do Paraíso", trama das 21h da Globo que terminou em 11 de maio. A partir desta segunda (4), os atores estarão no ar como a vilã Bia Falcão e o turco Murat, na reprise de "Belíssima" (2005-2006), no Vale a Pena Ver de Novo (Globo). 

Exibida há 13 anos no horário nobre da emissora, o folhetim reúne grande elenco, como Paolla Oliveira, em sua estreia na Globo aos 23 anos, e Marina Ruy Barbosa, que aos dez anos fez seu primeiro personagem na televisão com diálogos, porém, sua estreia foi em "Começar de Novo" (2004). 

"Passei sete meses esperando uma fala, mas é que a personagem era um anjinho [risos]. Depois veio a oportunidade de fazer 'Belíssima'. Naquela época eu já sabia que ser atriz era o que eu queria fazer da minha vida, que era isso que ia me fazer feliz. E estar com os atores que estou agora é emocionante."

Marina Ruy Barbosa afirmou ainda que ficou muito impressionada de ter aqueles professores em sua frente. Na trama, a atriz contracenou com Fernanda Montenegro, 88, Lima Duarte, 88, Tony Ramos, 69, Glória Pires, 54, Claudia Abreu, 47, entre outros.

Diferentemente da colega, Paolla Oliveira, hoje com 36 anos, diz que naquela época ainda não tinha noção de que realmente seguiria a carreira de atriz. Ela também relembrou episódios marcantes que viveu com os companheiros de trabalho ao interpretar a aspirante a modelo Giovana.

"Teve uma vez que Silvio [de Abreu, autor] passou pelo meu camarim e disse que daria mais coisas para mim porque estava indo bem. Minha perna tremeu. Uma segunda recordação é de quando Fernanda Montenegro me parabenizou por uma cena. Fiquei paralisada mais uma vez [risos]. Tenho uma carreira curta mas, quando olho para trás, vejo que ela já é tão grande. Tive encontros tão lindos."

A atriz afirma que ficou preocupada com as críticas que poderia sofrer com a reprise da novela, pois, na época, era uma atriz inexperiente. Mas pensou melhor e disse que após 13 anos já se perdoa pelos erros. "A gente vai aprendendo e temos que ter orgulho do que evoluímos de lá para cá."

Mas, como notou o colunista do UOL, empresa do Grupo Folha, que edita a Folha, Flávio Ricco, Paolla parece ter esquecido que sua estreia nos folhetins ocorreu na Record, com "Metamorphoses" (2004). Nas redes sociais, enquanto falava de "Belíssima", a atriz escreveu que tinha orgulho de sua "primeira novela".

"Belíssima" foi escrita por Silvio de Abreu e dirigida por Flávia Lacerda, Gustavo Fernandez e Natália Grimberg. É ambientada em São Paulo e tem como tema central o mito da beleza. A novela tem também um núcleo grego, com cenas gravadas no país europeu. 

Interpretada por Cláudia Abreu, a mocinha da história é a ex-moradora de rua Vitória. Cheia de reviravoltas, a novela traz a vilã Bia Falcão (Fernanda Montenegro), a poderosa matriarca da família dona da marca de lingeries Belíssima. Cruel e arrogante, seu papel é fazer da vida de Vitória e de seus próprios netos Pedro (Henri Castelli) e Júlia (Glória Pires) um tormento.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem