Televisão

Novela de João Emanuel Carneiro, 'Segundo Sol' estreia nesta segunda com cantor que se faz de morto

Nova trama da Globo tem romance entre cantor dado como morto e moça do interior

Beto Falcão, personagem interpretado por EmIlio Dantas
Beto Falcão, personagem interpretado por EmIlio Dantas - João Cotta/Globo

Descrição de chapéu Agora
Leandro Vieira
São Paulo

Um artista com a carreira em declínio começa a faturar muito dinheiro após a sua morte. O detalhe: ele não morreu realmente. Esse é o mote de "Segundo Sol", novela das nove da Globo que estreia nesta segunda (14).

A trama, escrita por João Emanuel Carneiro, autor do sucesso "Avenida Brasil" (Globo, 2012), ainda abre espaço para histórias de amor e dramas familiares. O protagonista é Beto Falcão, interpretado por Emilio Dantas. Ele é um cantor de axé que já não faz mais sucesso e que, além de encarar a decadência, vê a família contrair dívidas por conta da construção de um estúdio musical para que ele possa trabalhar.

"Beto é um sujeito que vai experimentar uma sequência de conflitos, inclusive alguns criados por ele mesmo. Teve apenas uma música de destaque em toda a carreira, a 'Axé Pelô', e usou e abusou do hit. Uma hora, isso ia acabar", conta Dantas.

Sua história muda quando ele perde um voo que iria para Aracaju (SE). O avião cai e todos pensam que ele morreu. A comoção em torno do acidente faz com que volte a ser considerado um ícone da música. Seu irmão e empresário, Remy (Vladimir Brichta), mancomunado com Karola (Deborah Secco) --namorada de Beto, que tem um caso com o próprio cunhado--, decide não desmentir a história da morte. Esconde Beto e aproveita a boa fase financeira que se inicia.

Essa é apenas uma das falcatruas de Remy. Mau-caráter, ele cria uma picaretagem atrás da outra. "É um safado indefensável, além de se sentir extremamente incomodado pelo carisma de Beto. Ele desvia dinheiro que o próprio irmão ganha", revela Brichta.

Beto topa participar da mentira lançada pelo irmão e pela namorada e resolve se isolar em Boiporã, uma fictícia ilha longe de tudo. Ele pensa, a princípio, que passará dias difíceis no local, até que conhece Luzia (Giovanna Antonelli). Abandonada pelo marido, ela cria os dois filhos sozinha e nunca mais pensou em se envolver com alguém até encontrar Beto, que ela não sabe se tratar de um astro.

"A Luzia é uma personagem cheia de pensamentos, de ideias. O encontro com o Beto será mais um evento inesperado de sua vida", conta a atriz.

VILÃS PARCEIRAS

Como toda novela, "Segundo Sol" (Globo) também terá as suas personagens malvadas. Além do picareta Remy (Vladimir Brichta), também vão se destacar como vilãs Laureta (Adriana Esteves) e Karola (Deborah Secco).

"Karola será uma vilã mais palhaça, que se atropela e se atrapalha o tempo todo. Já a Laureta é um pouco menos cômica. As duas são bem humanas e vão cometer os seus erros", diz o autor João Emanuel Carneiro.

Laureta é uma espécie de mestra para Karola, que costuma ouvir os seus conselhos e segui-los. Deborah Secco diz que Karola será uma vilã que vai surpreender. "Ela é, sim, uma pessoa que faz maldades, mas acredito que um dos motivos principais é a paixão que ela sente pelo Beto [Emilio Dantas]. A Karola vai ficar cega de amor por ele e não vai deixar que ele namore com Luzia [Giovanna Antonelli] tão facilmente."

Laureta se mostra como promotora de eventos mas, na verdade, é uma cafetina de alto padrão. Karola foi uma de suas prostitutas. A jovem saiu do mundo da prostituição, mas elas não cortaram definitivamente os laços. "Karola estará entre o engraçado e o malvado. E tem muito do passado dela que estará no jogo", diz Deborah.

Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem