Televisão

'Ele a colocou no lugar de santa', diz Arthur Aguiar sobre Diego, que não quer sexo com sua mulher em novela

Personagem faz parte do folhetim 'O Outro Lado do Paraíso' 

Gabriella Mustafá, como Melissa, e Arthur Aguiar, como Diego, em cena de 'O Outro Lado do Paraíso' (Globo)
Gabriella Mustafá, como Melissa, e Arthur Aguiar, como Diego, em cena de 'O Outro Lado do Paraíso' (Globo) - Estevam Avellar/Globo

 

Sarah Mota Resende
São Paulo

A situação é complicada e um tanto constrangedora: Diego, interpretado por Arthur Aguiar, 28, não quer fazer sexo com a mulher, Melissa, papel de Gabriella Mustafá, 20, em "O Outro Lado do Paraíso", atual trama da faixa das 21 horas da Globo. Como o dilema do personagem só se revelou após o casamento, a "noiva intocada" pediu o divórcio a  cena da assinatura dos documentos está prevista para ir ao ar nesta segunda (5).   

"Eu sabia que ele iria ter um relacionamento com a Melissa e que ele a colocaria num pedestal, mas não sabia de que forma isso seria abordado", diz Aguiar em entrevista ao F5.

Para o artista, o comportamento do personagem "é extremamente machista". "Eu acho que não daria para ser diferente dentro da família que ele tem. É uma família totalmente machista. A mãe é machista, o pai é machista. Eu acho que só o irmão, o Bruno, não é."

Na trama de Walcyr Carrasco, Diego parece, de fato, apaixonado por Melissa. Entretanto, ele diz que a ama, mas que quer mantê-la "pura" por toda a vida. Paralelo a esse desejo, o personagem se relaciona sexualmente com Karina, papel de Malu Rodrigues, uma das prostitutas do bordel de Caetana, interpretada por Laura Cardoso. Os dois, inclusive, têm um filho. 

"Para o Arthur, não faz sentido. Se é a mulher que ele ama, acho que o sexo é uma coisa muito importante numa relação", afirma o ator que recentemente se casou com Mayra Cardi, ex-participante do Big Brother Brasil, reality show da Globo, e que atualmente trabalha como consultora fitness. "Eu acho que sexo é um momento de carinho, de intimidade, de troca de energia, de amor. É um momento importante. Eu não consigo me imaginar no lugar dele, não mesmo." 

Segundo Aguiar, em sua pesquisa de estudo antes de iniciar as gravações do folhetim, ele encontrou casais com problema semelhante, mas que ao menos tentaram uma aproximação, tentaram consumar a relação sexual e não conseguiram. 

"Num primeiro momento, eu achei que ele fosse tentar ter uma relação com ela e não fosse conseguir, mas depois que chegaram os capítulos, eu vi que não, que, na verdade, ele nem tenta encostar nela."

Mas Aguiar garante que se esforça entender o personagem para que sua opinião não interfira no trabalho. "Eu tento não julgá-lo porque acho que isso me limitaria muito e eu passaria a pensar com a minha cabeça e não com a dele. Acho que é preciso entender o que se passa na cabeça dele", diz. 

Para o final do personagem, Aguiar diz não se importar se que ele fique com Melissa ou Karina, mas que deseja que ele se trate com profissionais. "Eu acho que ele tem alguns problemas psicológicos. Então, gostaria que ele procurasse ajuda."     

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem