Televisão

Comentários racistas contra Maju, do 'JN', causam revolta nas redes sociais

A jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju, do "Jornal Nacional" (Globo), foi mais uma vez alvo de racismo nas redes sociais.

Uma avalanche de comentários racistas apareceu na noite da última quinta-feira (2), na página oficial do "JN" no Facebook, a maioria xingando Maju e fazendo piadas com a cor da pele da jornalista.

Maju assumiu em abril o posto de "garota do tempo" do jornalístico, cargo que ocupa também no "SPTV".

Imediatamente, outros internautas se revoltaram e começaram a defender a jornalista. Um "printscreen" com os comentários está sendo compartilhado em toda a internet.

É provável que algum grupo ou página racista no Facebook tenha "convocado" usuários a fazer uma ofensiva contra Maju, visto que os comentários apareceram todos ao mesmo tempo.

Em seu perfil no Twitter, a jornalista escreveu apenas um "beijinho no ombro", respondendo ao comentário ofensivo de um seguidor.


O "JN" acaba de publicar em sua página no Facebook um vídeo com William Bonner, Renata Vasconcellos e a toda a equipe do jornalístico mostrando apoio à funcionária. Eles lançaram a hashtag "#SomosTodosMaju", que já está sendo replicada nas redes sociais.


Bonner também fez duas postagens em seu Instagram elogiando o trabalho de Maju, mas sem citar o caso de racismo.

"No 'JN' o tempo é sempre bom, com você" e "A previsão do tempo ficou muito mais legal com Maju. Além de linda e elegante é super descontraída", escreveu o âncora.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias