Televisão

'Friends' 20 anos - Dos figurinos ao ultrassom de Rachel, confira as relíquias do Central Perk em NY

Fãs de "Friends" de passagem por Nova York podem experimentar alguns dos momentos mais repetidos pelo amado sexteto da série: pedir um café no Central Perk e sentar no famoso sofá laranja de veludo, levemente encardido.

O Central Perk, café fictício onde se reuniam Rachel (Jennifer Aniston), Monica (Courteney Cox), Ross (David Schwimmer), Chandler (Matthew Perry), Phoebe (Lisa Kudrow) e Joey (Matt LeBlanc), foi recriado no Soho na última semana em comemoração aos 20 anos da série "Friends", celebrado na próxima segunda-feira (22).

Confira como evoluiu a carreira do sexteto de amigos
ENQUETE - Escolha o seu 'friend' favorito
ANÁLISE: 'Friends', 20, imortalizou uma juventude que não existe mais

Com uma memorabília de arrancar gritinhos empolgados e suspiros dos fãs mais fiéis, o "Central Perk pop-up" traz objetos clássicos da série, como o violão da Phoebe e a moldura dourada que ficava na porta do apartamento de Monica.

Há manequins com roupas dos seis personagens e também os roteiros do primeiro e do último episódios assinados pelos seis atores.

Os mais aficionados se emocionam com o convite, as alianças e os votos e de casamento de Monica e Chandler.

"Eu amei ver o anel azul da Monica, é tudo lindo", disse a fã chinesa Lica Hu, que estuda em Nova York.

Também estão em exposição outros itens menos óbvios, como a imagem do ultrassom de Rachel —motivo de desespero da mãe por não conseguir distinguir a bebê na imagem— e a ficha do berçário, onde está registrado como nome da criança apenas o sobrenome dos indecisos pais, Ross e Rachel.


Espera longa

Apesar de ser uma reprodução quase fiel do Central Perk fictício, o "café" do Soho, que fica aberto até 18 de outubro, não é exatamente um lugar para passar horas jogando conversa fora com os amigos.

Em horários menos movimentados —como quando a reportagem visitou o local, numa quinta-feira à tarde—, a fila não demora menos de 40 minutos. Pouco para os fãs.

"Vale a pena esperar. Até porque a gente matou aula para estar aqui hoje", confidenciou Sabrina, 20, que ao lado do amigo Zac, 20, não quis revelar o sobrenome para não deixar pistas do pequeno delito.

E para quem não abre mão de sentar no sofá, há uma segunda fila (mas essa é bem mais rápida, ufa!). Os fãs tem tempo apenas de fazer uma pose para a foto antes que seja chamado o próximo. Alguns se esparramam sobre o veludo laranja, outros preferem se espremer com os amigos no sofá de três lugares, como na vinheta de abertura.

A foto é salva num cartão com QR code, que permite que a imagem seja baixada e compartilhada nas redes sociais.

E, como tudo nos Estados Unidos, tem a lojinha: os fãs podem garantir um souvenir que pode ser uma camiseta de US$ 28, bonés e canecas, por US$ 20, e até aventais do Central Perk, por US$ 25.

Café sem torta

Os visitantes ganham café de graça da marca Eight O'Clock, que patrocina o lugar junto com a Warner Bros. Quem esteve na abertura, na última quarta-feira, teve a oportunidade de receber o copo diretamente das mãos do ator James Michel Tyler, o Gunther, eterno gerente do Central Perk.

No entanto, esqueça as tortas ou muffins apetitosos que apareciam na sitcom. Até tem no balcão algumas tortas expostas, mas apenas como elemento de decoração. Há algumas mesinhas altas, no entanto, onde os fãs podem assistir (adivinha?) a trechos de episódios das dez temporadas enquanto terminam seu café.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias