Música

Warner contrata cantor de 12 anos que se destacou nos protestos antirracismo

Música 'I Just Wanna Live', de Keedron Bryant, é lançada nesta sexta (19)

Keedron Bryant é contratado pela Warner, o cantor de 12 anos que se destacou nos protestos antirracismo - Instagram/keedronbryant
Washington

Um adolescente de 12 anos, cuja música de protesto contra a morte de afro-americanos por policiais nos Estados Unidos se tornou um fenômeno, assinou contrato com a Warner Records.

A canção do jovem Keedron Bryant, "I Just Wanna Live", sobre os temores de crescer como um homem negro nos Estados Unidos, será lançada nesta sexta-feira (19), dia em que os americanos recordam o fim da escravidão nos Estados Unidos.

Bryant publicou pela primeira vez a canção gospel a capela no Instagram em 26 de maio, um dia depois da morte de George Floyd por um policial branco na cidade de Minneapolis. "Todo dia eu sou caçado como presa. Meu povo não quer problemas", canta Bryant.

A morte de Floyd –mais uma em uma longa lista de negros mortos pelas forças de segurança– provocou grandes protestos contra a brutalidade policial e um debate nacional sobre o racismo nos Estados Unidos, tanto no passado como na atualidade.

O post original da canção recebeu mais de três milhões de curtidas e foi elogiado por várias personalidades, do ex-presidente Barack Obama até a cantora Katy Perry.

A gravadora anunciou que doará o lucro com a canção à Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor (NAACP).

AFP
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem