Música

Super Bowl aposta em show de Shakira e Jennifer Lopez após ter pior audiência em dez anos

Apresentação deste domingo (2) é o primeiro do evento com duas cantoras latinas

Super Bowl LIV com Jennifer Lopez e Shakira
Super Bowl LIV com Jennifer Lopez e Shakira - Timothy A. Clary/AFP
São Paulo

Shakira e Jennifer Lopez são a atração principal do intervalo do Super Bowl, partida final da NFL (liga americana da modalidade). Neste ano, San Francisco 49ers e Kansas City Chiefs tentam seu primeiro título no milênio em jogo disputado no Hard Rock Stadium, em Miami, neste domingo (2), às 20h (horário de Brasília).

A apresentação das duas artistas, que deve durar menos de 15 minutos, tem sido comentada a exaustão nas redes sociais. A NFL, inclusive, já anunciou que, logo após o fim do evento, será possível ver e escutar o show do intervalo através do álbum visual "Super Bowl LIV Live", que estará disponível em serviços digitais como Apple Music, Spotify, Tidal e YouTube.

"Este álbum visual e de áudio é o primeiro de seu tipo e permitirá que os fãs experimentem a grandeza da performance dos artistas no domingo do Super Bowl na ponta dos dedos e em várias plataformas, a qualquer momento que desejarem. Estamos felizes em continuar da maneira que melhoramos a experiência dos fãs da NFL em todos os lugares", anunciou Brian Rolapp, diretor de mídia e negócios da Liga Nacional de Futebol.

 

A edição de 2020 do Super Bowl sucede o ano em que o evento teve a audiência média mais baixa desde 2008 nos Estados Unidos. A vitória do New England Patriots sobre o Los Angeles Rams, em 2019, com show do Maroon 5 no intervalo, teve uma média de 98,2 milhões de telespectadores na CBS, segundo a empresa de informações e dados Nielsen Media Research.

Em 2018, a audiência havia sido de 103,4 milhões de pessoas. Ainda assim, o número de espectadores da edição de 2019 representa 44,9% das residências norte-americanas. O recorde do Super Bowl, no entanto, foi em 2015, quando foi assistido por uma média de 114,4 milhões de pessoas na NBC –atualmente a exibição do evento é feita pela Fox nos Estados Unidos– e teve show de Katy Perry.

Ansiosa pela apresentação de domingo, Shakira já revelou qual a mensagem que quer passar com seu show: "Ouça, eu sou uma mulher. Eu sou latina. Não foi fácil para mim chegar onde estou. E estar no Super Bowl é a prova de que tudo é possível", disse a cantora, em entrevista à CBS. 

"Adoro que o Super Bowl tenha duas mulheres se apresentando este ano, que duas latinas se apresentem", confirmou J-Lo, em uma entrevista que foi ao ar em setembro de 2019. "Este é um marcador de um novo tempo, não apenas para a NFL, mas para o país."

A suposta setlist do show, que tem circulado nos últimos dias por conta dos vídeos de ensaio que vazaram, conta com sete músicas: "She Wolf", "Empire", "Whenever Wherever", "Hips Don’t Lie", "Ojos Así", "Chantaje" e "Waka Waka".

Além da apresentação da dupla,  Demi Lovato apresentará o hino nacional no campo do jogo.

DEZ SHOWS MARCANTES DO SUPER BOWL:

1 - Michael Jackson - 1993

Dizem que foi após o show do rei do pop que o evento musical do intervalo alcançou um novo patamar, com performances que se aproximam das superproduções de turnês e audiência cada vez mais maciça. Sozinho no palco, Michael cantou "Black or White" e "Billy Jean", entre outras.

2 - U2 - 2002

O primeiro show após o 11 de Setembro é considerado também um dos mais emocionantes pelos americanos. A banda irlandesa fez um tributo às vítimas do atentado, tocando as músicas "Where the Streets Have No Name" e "MLK" enquanto os nomes de pessoas que perderam a vida no ataque eram projetados no estádio. 

3 - Janet Jackson e Justin Timberlake - 2004

Ninguém lembra que música a irmã de Michael cantou ao lado de Justin. Mas todos lembram da ousada coreografia com direito ao rapaz puxar parte da roupa da moça deixando o seio dela à mostra. Janet e Justin juram que não foi intencional. O fato é que, após o episódio, as transmissões desses shows têm um delay de alguns segundos para evitar cenas tão ousadas ao vivo.

4 - Paul McCartney - 2005

Sir Paul não precisa de muita produção. Quem viu seus shows no Brasil sabe que o homem só precisa de um piano no palco para levar toda a plateia ao êxtase (ou às lágrimas). Seu setlist teve as clássicas "Hey Jude" e "Live and Let Die". Após o show, a venda de músicas dos Beatles cresceu 60%.

5 - Rolling Stones - 2006

No Super Bowl 40, em Detroit, a atração foram os Rolling Stones em um palco que imitava a boca que é ícône do grupo. Não faltou, claro, “Satisfaction”, que Mick Jagger disse com humor que poderia ter sido interpretada no Super Bowl 1. O show teve ainda “Star me Up” e “Rough Justice”.

6 - Prince - 2007 

O show de Prince começou com uma introdução de “We Will Rock You” e teve direito a uma versão de “Proud Mary”. Além de solos de guitarra, Prince fez o “grand finale” com “Purple Rain”, levando o público ao delírio.

7 - Bruce Springsteen - 2009

Quem teve a chance de ver a passagem de Bruce Springsteen no Rock in Rio sabe que o cantor domina o palco como poucos. Seu show de quatro músicas foi encerrado com seu hino, “Glory Days”. Antes disso, ele já havia recusado várias vezes o convite para se apresentar no Super Bowl.

8 - Madonna - 2012

Reza a lenda que a audiência do show do intervalo foi maior que a do jogo. Durante a performance, Madonna bateu o recorde de postagens por segundo no Twitter na época (10.245). O setlist contou com "Like a Prayer", "Vogue" e "Give me All Your Luvin", com participações de Nicki Minaj e M.I.A..

9 - Beyoncé - 2013

Acompanhado por 104 milhões de telespectadores, o show no Superdome foi um grande espetáculo visual e reuniu o Destiny’s Child, grupo que lançou Beyoncé. Em ritmo alucinante, a popstar distribuiu os principais hits, incluindo “Crazy in Love” e “Single Ladies”.

10 - Katy Perry - 2015  

Montada em um grande leão metálico, Katy Perry iniciou o show com o hit “Roar”. Como apresentações de anos anteriores, a performance foi recheada de efeitos, pensando no público que acompanhava pela TV. Lenny Kravitz reforçou o espetáculo com um dueto em “Kissed a Girl”. Em seguida, a cantora apareceu com outra roupa e cercada de dançarinos trajando fantasias de tubarão, bolas ou árvores.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem