Música

Líder do Simply Red diz que sempre o viram como cantor de soul e aposta no gênero no 12° álbum

Mick Hucknall afirma que streaming deixou tudo mais lento e prevê que disco perdure até 2021

A banda britânica Simply Red

A banda britânica Simply Red Dean Chalkley

São Paulo

Formada nos anos 1980, Simply Red reúne fãs no Brasil e no mundo por sucessos como “For Your Babies”, “Holding Back the Years” e “Stars”. Em seu 12º álbum, “Blue Eyed Soul”, a banda britânica aposta em um novo gênero e ao dar um toque renovador ao estilo da banda. Não há mais pressa, no entanto, de transformar essas novas canções em hits. 

O líder da banda Mick Hucknall, 59, afirma que não escreve pensando no sucesso e age como um cara da idade dele, fazendo o que quer, do jeito do qual gosta. A expectativa da banda é que as músicas do novo disco permaneçam por até dois anos para chegar a todo o público.

"É interessante o que aconteceu com a indústria da música, porque você imagina que essa digitalização nos traria velocidade, que faria com que as coisas ficassem instantâneas, mas não é verdade. A cultura do streaming é muito mais lenta do que as pessoas imaginam. Pode levar mais de dois anos para que as pessoas descubram a sua música”, diz o cantor e compositor.

O empresário da banda entende que as músicas devem começar a ser absorvidas pelo público em 2021. “Spotify e YouTube realmente mudaram tudo, porque seu amigo ouve algo que acha legal e manda para outros amigos, e tem as playlists em que a sua música pode aparecer para você em algum momento."

Hucknall fará uma agenda de shows pela Europa neste ano e ainda tem o calendário de 2021 livre. "Devo tocar em festivais e estou esperando convites de produtores brasileiros", afirma o artista. 

Entre canções as românticas e dançantes, as dez faixas de "Blue Eyed Soul" são totalmente inspiradas nesse gênero, o que deu mais destaque à bela voz de Hucknall. "Tentei colocar mais força na minha voz, mas as pessoas sempre me viram como um cantor de soul. "Essa é a imagem que eu tenho, então vi que era o momento de focar nisso, porque, ao longo dos anos, eu tenho feito reggae, jazz, house music, orquestra e esse era o momento”, diz o vocalista.

Hucknall diz ainda que não viu problema em manter a identidade do Simply Red, ao explorar mais um novo gêneros. “Autores britânicos sempre vão usar elementos de origem africana em suas músicas, sempre. Beatles, Rolling Stones e Led Zepellin foram fortemente influenciados pelo r&b americano e pelo blues, e eu venho de uma geração diferente, então, só faço a mesma coisa de um jeito particular."

O vocalista afirma que produz muito porque ama completamente o seu trabalho. "Tenho um ótimo emprego”, diz o artista. E que, hoje, a sua maior inspiração é a família e seu foco é ser feliz e ter saúde.

"Sou uma espécie de eco no mundo que quer levar as pessoas a perceberem que dinheiro não é tudo. Conheci muita gente completamente rica e a maioria delas era muito infeliz. Se não tiver saúde, está tudo acabado para você e se você não for feliz, não há razão para viver."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem