Música

As possíveis explicações para o gesto com a língua de Shakira que virou meme no Super Bowl

Shakira se apresentou no tão aguardado intervalo da final de futebol americano da NFL
Shakira se apresentou no tão aguardado intervalo da final de futebol americano da NFL - Getty Images/BBC News Brasil
Descrição de chapéu BBC News Brasil

Shakira chamou a atenção de metade do mundo na noite do Super Bowl.

Suas músicas e danças no palco, que compartilhou com Jennifer Lopez, foram um dos temas mais comentados na internet no domingo (02/02) durante o show do intervalo da final de futebol americano da NFL, o Super Bowl, em Miami. E também depois.

Mas um momento em particular causou frisson: o rápido movimento da língua da cantora colombiana ao cantar "Hips Don't Lie".

O gesto foi objeto de vários comentários, desde quem o levou com muito humor até quem o achou extremamente estranho.

Outros, ainda, observaram que o movimento não era um improviso ou algo do momento, mas uma homenagem.

E como na segunda-feira (3) a cantora ainda não tinha falando publicamente sobre isso, duas possíveis explicações surgiram.

Uma é que se trata do jeito dela de fazer zaghrouta, um movimento árabe que usa a boca para expressar júbilo, uma alegria extrema, que Shakira poderia ter feito como uma homenagem à sua ascendência libanesa. O pai dela, William Mebarak Chadid, nasceu lá.

A outra explicação é que é um movimento feito nos carnavais de Barranquilla, onde nasceu a colombiana e que se refere à antiga trupe "Son do negro".

Mas do que se tratam essas duas expressões peculiares?

'Zaghrouta' ou ululação árabe

A verdade é que o que Shakira fez no palco do Hard Rock Stadium não é algo novo.

Justamente em Miami, mas em 2009, durante um show de sua turnê Fixação Oral, ela tocou com o rapper Wyclef Jean a música "Hips Don't Lie" e fez esse movimento peculiar com a língua.

Naquela apresentação, ela foi acompanhada por dançarinos com várias fantasias, mas justamente quando fez o gesto, Shakira dançava com intérpretes da dança do ventre árabe.

Muitos interpretaram isso como o jeito dela de fazer zaghrouta.

Essa forma de ulular —gritando— é uma expressão de alegria que geralmente é feita em festas árabes, principalmente em casamentos, emitindo um som vocal agudo e vibrante que aumenta com os movimentos da língua.

As mulheres são as que mais costumam fazer esse som peculiar.

'Em Barranquilla se dança assim'

Por outro lado, em sua performance de "Hips Don't Lie" no Super Bowl, Shakira não foi acompanhada por dançarinos em trajes típicos.

E, logo após o movimento da língua, soa um solo de tambores que está mais relacionado aos sons do ritmo afro-colombiano mapalé, típico da região de Barranquilla.

De fato, Shakira prestou homenagem à música colombiana durante sua apresentação do Super Bowl, com sons e movimentos de champeta, salsa e guaxinim, ritmos muito comuns no carnaval de Barranquilla.

Muitos colombianos notaram que o movimento com a língua é o mesmo feito tradicionalmente na dança "Son de negro", da cidade de Santa Lúcia, que vem de um ritual de africanos trazidos para a América e escravizados.

Nela há também uma ululação que soa muito semelhante à zaghrouta árabe.

Para sua apresentação em Miami este ano, Shakira também foi acompanhada por uma dançarina de Barranquilla com quem dançou champeta e que apresentou horas antes em sua conta no Twitter.

"Estou muito feliz em compartilhar o palco com ela, uma barranquillera, e mostrar ao mundo esse ritmo de nossa terra", disse a cantora ao compartilhar um vídeo.

E, como Shakira disse para Wyclef Jean em "Hips Don't Lie": "Em Barranquilla, se dança assim".

BBC News Brasil
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem