Música

Gustavo Mioto planeja novo DVD no local de seu 1º show no Nordeste: 'Retribuir o carinho'

Sertanejo se apresentou na arena principal da Festa de Barretos nesta 5ª

Gustavo Mioto faz sua primeira apresentação no palco principal de Barretos
Gustavo Mioto faz sua primeira apresentação no palco principal de Barretos - Francisco Cepeda-15.ago.2019/AgNews
Fernanda Pereira Neves Sidney Gonçalves do Carmo
Barretos

Em meio a escolha de repertório, de parcerias e até da data para seu terceiro DVD,  o sertanejo Gustavo Mioto, 22, afirma já ter uma boa ideia do local, ou pelo menos da região, em que fará o novo projeto. Segundo ele, será no Nordeste, mais precisamente no Ceará, e com gostinho de retribuição. 

A ideia é retornar ao local de seu primeiro show na região para a gravação, que deve acontecer em novembro. "É muito massa retribuir o carinho que o Nordeste tem comigo tocando no primeiro estado que me abraçou lá. Muito massa poder rever os amigos que estavam lá na primeira braçada, incrível.

Com o novo projeto, Mioto diz que pode até adiar seus planos de viajar com a namorada, a apresentador Thaynara OG, em setembro, para a comemoração do primeiro ano de namoro. "Vamos definir, mas já falei que, passando o DVD, a gente comemora. Uma clebração por 1 ano e 2 meses de namoro", brinca.

Mioto, que cresceu em Votuporanga, no interior paulista, fez sua estreia na arena principal da Festa do Peão de Barretos na noite desta quinta (15) com a responsabilidade de abrir o evento. Ainda sem a lotação que a festa costuma ter nas noites de sábado, por exemplo, ele cantou sucessos como “Relógio”, "Fake News" e "Solteiro Não Trai". 

Músicas de colegas também não foram esquecidas. Mioto cantou “Amor Falso”, de Aldair Playboy; “Cheia de Mania”, do Raça Negra; “Todo Mundo Vai Sofrer”, de Marília Mendonça, e até "Ana Julia", do Los Hermanos. 

Uma das principais revelações do sertanejo nos últimos anos, Mioto diz que não tem o hábito de ouvir sertanejo no seu dia a dia. No ano passado, sua lista de músicas mais ouvidas no Spotify foram Ed Sheeran, John Mayer e Edson e Hudson. Esses últimos, grandes inspirações para seu trabalho.

No próximo trabalho, Mioto já havia afirmado que haverá músicas inéditas e regravações, mas apenas três ou quatro já estão de fato definidas. Segundo Mioto, os fãs podem esperar muita coisa nova e uma grande estrutura, após um último EP mais intimista, mas não necessariamente suas composições. 

"Eu não tenho a vaidade de priorizar as minhas músicas na hora de selecionar. Se fulano chegar com uma melhor que a minha, vou colocar ela no lugar. Até uma música feita para a namorada pode sofrer nessa seleção, confessa ele, que já havia feito uma música para dizer que a amava no começo do namoro. 

"Tudo que a gente faz na vida de novo inspira de alguma forma. Às vezes, uma viagem, uma festa. O namoro não podia ser diferente. É muito massa você ter alguém com quem pode contar o tempo todo, para dividir as coisas. Isso inspira a compor essa história que eu só falava, mas que não tinha vivido. Dá mais propriedade para falar."

Os jornalistas viajaram a convite da organização do evento. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias