Música

Péricles estreia turnê com canções inéditas e direção de Lázaro Ramos: 'Ele mexeu em tudo'

Alcione participa de música em homenagem a Mangueira

Péricles lança nova turnê dirigida por Lázaro Ramos
Péricles lança nova turnê dirigida por Lázaro Ramos - Divulgação/Denis Ono
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Descrição de chapéu Agora
Fabiana Schiavon
São Paulo

Amante dos palcos, o sambista Péricles prepara o próximo álbum, “Em Sua Direção”, de olho em sua nova turnê, que estreia neste sábado (6), no Credicard Hall. Além das músicas inéditas, o show tem participações especiais e direção de Lázaro Ramos.

Das 13 faixas do novo álbum, ainda sem data de lançamento, Péricles já lançou “Até Que Durou”, “Logo de Manhã” e “Foi Inevitável”. Uma surpresa ainda guardada é um dueto com Alcione, em uma música em homenagem a Estação Primeira de Mangueira.

“Uma coisa que eu aprendi no Exaltsamba foi lançar prévias das músicas novas no nosso site para que os fãs mais próximos pudessem ouvir antes. Agora, temos as plataformas digitais e o objetivo continua o mesmo. Queremos que as pessoas já cheguem aos shows cantando as músicas”, afirma Péricles.

Com uma sonoridade diferente de suas canções, “Inevitável” começa com guitarras e piano mais evidentes e se transforma em um country até cair no samba. “Quando a gente senta para escolher um repertório, a prioridade são as canções que vão atrair mais rapidamente a atenção das pessoas. O compositor Rodrigo Oliveira, que é o meu parceiro, foi quem enviou a música. Na primeira vez que ouvimos, já imaginamos como ela ficaria em novos arranjos”, conta o sambista. 

Péricles diz que sempre abre espaço a outros compositores e está atento às novidades. “A gente ouve primeiro a canção e, depois, por coincidência, acabamos descobrindo que ela é de um compositor que já conhecemos. Quando eu ouvi ‘Foram Tantas Coisas’, eu tive certeza que a música era do Thiaguinho, e era mesmo. Já a música ‘Em Sua Direção’, a faixa título, veio de Cleitinho Persona, mas depois de pronta, eu descobri que o parceiro dele era o Lucas Morato, meu filho”, diz Péricles.

O mesmo aconteceu no álbum “Feito para Durar”, segundo o sambista. “O disco tem uma música chamada ‘É Quente’, que foi enviada pelo Cleitinho também. Eu comecei a gravar, e meu filho entrou no estúdio dizendo: 'essa música é minha!”, brinca Péricles.

Com Alcione, Péricles gravou “Mangueira é Vintage”. “Fazemos uma grande homenagem a essa escola de samba que me acolheu e ter a Alcione no disco já credencia o meu trabalho”, avalia o sambista.

O seu novo show tem a participação de 20 ritimistas da Estação Primeira de Mangueira. “Em São Paulo, teremos a participação de Karin Hills, do Rouge, e no Rio, receberemos a Jennifer Nascimento, que está arrasando no PopStar”, conta Péricles.

SHOW TEM DIREÇÃO DE LÁZARO RAMOS E MÚSICOS DA MANGUEIRA

Para lançar uma turnê diferente de tudo o que havia feito, Péricles convidou o ator Lázaro Ramos para dirigir os shows. “Há um bom tempo que eu venho com essa ideia de convidá-lo. Ele é ator, diretor, escritor e a maneira como ele enxerga o mundo é muito bacana."

Assim que as agendas bateram, o sambista deu carta branca a Ramos para mudar tudo o que fosse necessário. “Artisticamente, eu queria alguém que a gente pudesse entregar a direção do nosso show. O olhar teatral dele nos trouxe um novo direcionamento”, diz Péricles.

“Ele mudou e mexeu em tudo, principalmente o cenário. Nosso show ficou mais dançante, com mais movimento e até mais interativo com o público. Ele transformou completamente a nossa apresentação”, avalia Péricles.

O sambista conta que subirão ao palco 20 ritmistas da Estação Primeira de Mangueira. “Em São Paulo, o show terá a participação de Karin Hills, do Rouge, e no Rio, receberemos a Jeniffer Nascimento, que está arrasando no ‘PopStar’”, conta Péricles. 

'PAGODE DOS ANOS 1990 CONTINUA VIVO'

Revelado no grupo Exaltasamba, onde ficou até 2012, Péricles avalia que não tem como não recorrer aos sucessos daquela época em seus shows. "A música que fizemos nos anos 1990 ainda está viva e é muito presente na vida do brasileiro. Então, sempre sentimos necessidade de sempre defender essas canções", avalia Péricles.

Para ele, as letras das canções sempre serão atuais. "Quem não se identifica com 'Ela e o namorado dela, eu e minha namorada', refrão da música do Grupo Raça? Ou quem não 'se apaixonou pela pessoa errada?, que gravamos no Exalta? O sucesso 'Temporal' do Art Popular é ainda cantado a plenos pulmões pelo público", avalia Péricles.

Com novos talentos surgindo no gênero do samba e do pagode, Péricles avalia que os músicos agem de maneira mais profissional. "Todo mundo hoje trata seu trabalho como a sua própria empresa e tem em um smartphone um estúdio inteiro para criar. O gênero se profissionalizou. Agora, musicalmente, a essência não muda, apesar de surgirem alguns novos elementos", afirma o sambista. 

Péricles

  • Quando Sábado (6), às 22h
  • Onde No Credicard Hall (av. das Nações Unidas, 17.955, Vila Almeida, tel. (11) 4003-5588)
  • Preço De R$ 80 a R$ 200
  • Classificação 15 anos
  • Capacidade 3.873 lugares


 

Agora
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias