Música

Paul McCartney volta a andar pela famosa faixa de pedestres de Abbey Road, em Londres

Local foi cena da capa do álbum 'Abbey Road', o 12º dos Beatles

Paul McCartney atravessa a famosa faixa de pedestre da Abbey Road
Paul McCartney atravessa a famosa faixa de pedestre da Abbey Road - Reprodução/Instagram/paul

São Paulo

O cantor inglês Paul McCartney, 76, voltou, na manhã desta segunda-feira (23), a um dos lugares mais lendários da história da música em Londres. Ele atravessou a famosa faixa de pedestres que foi imortalizada na capa do álbum "Abbey Road", dos Beatles, lançado em 26 de setembro de 1969.

O ex-beatle andou pelo lugar durante um evento surpresa no estúdio Abbey Road, para a divulgação de seu próximo disco, "Egypt Station", que será lançado no dia 7 de setembro. A notícia de que o músico faria uma visita aos estúdios já havia sido dada no último fim de semana.

Foram poucos segundos de caminhada sobre a faixa, mas que deixou enlouquecidos os fãs que se aglomeraram para vê-lo. Em sua conta no Instagram, McCartney publicou um vídeo do momento. 

A Abbey Road é conhecida como a rua dos Beatles em Londres. É o único lugar do mundo onde o congestionamento é na faixa de pedestres, e não de carros na via.  Lançado em 1969, "Abbey Road" foi o penúltimo disco lançado pelos Beatles e contou com clássicos como "Come Together", "Something" e "Here Comes the Sun".

Foto do álbum "Abbey Road", o 12º dos Beatles, lançado em 1969
Foto do álbum "Abbey Road", o 12º dos Beatles, lançado em 1969 - Divulgação

CARPOOL KARAOKE

 No final de junho, o ex-Beatle Paul McCartney participou do quadro Carpool Karaoke, do programa The Late Late Show with James Corden.  Em um vídeo de 23 minutos de duração, Corden leva o ex-Beatle para um tour em Liverpool, na Inglaterra. Clássicos como "Drive My Car", "Penny Lane", "Blackbird" e "Let it Be" foram cantados. Assim como a recém-lançada "Come on to Me".

McCartney inclusive contou a história por trás do hit "Let It Be". "Nos anos 1960, eu tive um sonho com a minha mãe me dizendo que as coisas iriam ficar tudo bem. Ela me deu essa positividade", explica. Em seguida, eles cantaram a faixa, que levou o apresentador às lágrimas. "Esse é o poder da música", disse McCartney. 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem