Música

Mateus Carrilho comemora sucesso de nova música e diz que seguirá passos de Pabllo Vittar

Há três meses em carreira solo, cantor diz que não pretende assinar com grandes gravadoras

Matheus Carrilho lança primeiro clipe em carreira solo
Matheus Carrilho lança primeiro clipe em carreira solo - Zorzi Rodrigo

Sidney Gonçalves do Carmo
São Paulo

Quase três meses depois de fazer seu último show com a banda Uó, Mateus Carrilho lançou, na última quarta (30), seu primeiro clipe em carreira solo. 

Inspirado no filme "Beleza Americana" (1999), de Sam Mendes, o clipe de "Privê" foi desenvolvido pela dupla de diretores Os Primos (João Monteiro e Fernando Moraes), os mesmos que produziram o último clipe de Wanessa, "Mulher Gato", além de "Corpo Sensual", música de Pabllo Vittar na qual Carrilho participa. 

"Sempre colaboro com a parte criativa, sento e falo a ideia que tive para o clipe. Aliás, a escolha do motel foi minha. Achei em uma pesquisa no Google", diz Carrilho, que estava muito ansioso para o lançamento da música - até as 17h40 já tinha mais de meio milhão de visualizações. 

Com a carreira administrada pela mesma equipe de Pablo Vittar, Carrilho afirma que não pretende assinar com uma grande gravadora por pelo menos um ano. Segundo o cantor, a ideia é seguir os passos da amiga drag queen, que só formalizou com um selo musical depois de já ter um trabalho de estrada e ser reconhecida pelo grande público.

“Quero estar em um patamar maior para conseguir exigir coisas mais favoráveis para mim. Pabllo não assinou contrato assim que explodiu e o contrato dela não é o mesmo de uma pessoa que está começando, porque ela terá outras prioridades. As porcentagens seriam menores, de dinheiro mesmo, de posse, já que a gravadora tem propriedade sobre música também.”

Carrilho afirma ainda que duas gravadoras apareceram, mas que recusou. “Antes de assinar quero ter o poder de escolha.” 

Embalado com o sucesso da nova música, Carrilho participou na tarde deste sábado (2) de uma campanha na loja da Calvin Klein na rua Oscar Freire, em São Paulo. “Não sou uma pessoa que costuma comprar tanta roupa de marca. Sou meio simples. Frequento muito brechó. Mas é uma marca que eu gosto muito, principalmente da cueca e da regata. Eles têm muitas peças básicas e boas.”

No evento desta tarde, a Calvin Klein lançou um kit de roupas íntimas nas cores do arco-íris intitulado "Calvin Klein Underwear Pride". 10% do valor arrecadado com as vendas das peças será destinado à Casa 1, centro de cultura e acolhimento da comunidade LGBTQ.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem