Games

Futebol e o jogo podem unir o mundo, diz Hideo Kojima, criador da série 'Metal Gear'

O desiner japonês Hideo Kojima em foto de 2016 - AFP PHOTO / ROBYN BECK


Hideo Kojima é um famoso criador de jogos. Uma de suas criações mais populares, por exemplo, é a série "Metal Gear" —que tem uma legião de fãs também no Brasil. Nesta quinta (12), o designer japonês marcou presença no primeiro dia da "Brasil Game Show", maior feira do setor no país, que acontece em São Paulo até domingo (15).

Hoje, aos 54 anos, Kojima ainda é reconhecido por ser um dos designers e roteiristas de games mais inovadores. No palco principal do evento, onde acontece o "Brasil Game Cup" (campeonato de e-sports), o criador de games foi premiado pelo seu trabalho.

Nesta sexta (13), o convidado especial voltará a falar com o público de forma coletiva e participará como jurado de alguns concursos.

Além de receber o troféu das mãos de um fã, Kojima também respondeu perguntas do público, selecionadas previamente e lida pelos apresentadores.

Quando questionado sobre o que ele gostaria de fazer se não fosse criador de jogos, Kojima surpreende. "As outras opções de profissão eram tão ambiciosas quanto atual: detetive e astronauta. Mas eu não me arrependo nada. Zero de arrependimentos. Estou muito contente com meu trabalho."

Ainda sobre a profissão, o designer acrescenta: "Eu acredito que existem no mundo dois elementos que podem unir o mundo todo, o futebol e o jogo". Ele também diz que, se o trabalho dele dá a possibilidade de mudar o mundo ou ao menos melhorá-lo, então ele continuará a fazer o que faz.

Outro fã pergunta sobre suas referências e inspirações. "Super Mario Bros", responde. "Me influenciou bastante. Se não existisse esse jogo eu não estaria aqui."

E, sobre os maiores desafios para criar um game, Kojima foi categórico: "Originalidade. Para ele, o mais complicado é ter ideias sempre inovadoras."

"Por que meu trabalho é difícil? Porque tenho que criar sempre alguma coisa nova, inédita", diz.

Por fim, Kojima deixa um recado para os fãs brasileiros que querem trilhar carreira a área de jogos. "A única coisa importante é não desistir."

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem
[an error occurred while processing this directive]