Diversão

Mestres baianos fazem samba de roda na Praça Floriano Peixoto, em SP

Evento, que antecede a Festa de Cosme e Damião, ocorre nesta 5ª

O samba de roda, manifestação cultural declarada Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco - Divulgação/Zé Amaral
Descrição de chapéu Agora
Alline Magalhães
São Paulo

Nesta quinta (6), a praça Floriano Peixoto, na zona sul de São Paulo, se torna palco de uma das festas mais tra­dicionais da cultura do Recôncavo Baiano: o cortejo Es­mola Cantada, que une sam­ba de roda, religião e folia.

A atração faz um convite à comunidade, em um encon­tro com os tradicionais gru­pos de mestres do gênero: o Raízes de Acupe, da Bahia, e o Garoa do Recôncavo, de São Paulo. O cortejo parte da praça, promovendo cantos e reco­lhendo doações para a Festa do Caruru de Cosme e Damião, e termina no Sesc Santo Amaro. 

Já a Festa do Caruru, ponto mais alto da tradição, também será aberto ao pú­blico e acontece neste do­mingo (9), na Casa Mestre Ana­nias (centro). "As festas querem preser­var o samba cantado com duas vozes junto da percus­são, à moda africana, e o samba das senhoras, feito com os pés no chão", diz Fernanda Guimarães, 42, professora da Casa Mestre Ananias.

Esmola Cantada

  • Quando Nesta quinta (6), às 15h
  • Onde Na pça. Floriano Peixoto, s/nº. Or­ganização Sesc Santo Amaro
  • Preço Grátis
  • Classificação Livre
  • Tel. (11) 5541-4000
Agora
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias