Publicidade

'Superpop' faz homenagem carinhosa ao inesquecível 'Velho Guerreiro'

01/07/2014 - 08h51

Publicidade

DE SÃO PAULO

O programa "Superpop" (RedeTV!) homenageou nesta segunda-feira (30), mais do que merecidamente, um dos maiores comunicadores que o Brasil já conheceu: Abelardo Barbosa, o Chacrinha (1917 - 1988).

Os apresentadores Luciana Gimenez e João Kleber tentaram recriar o clima dos bem sucedidos programas de auditório do saudoso Chacrinha com muito esforço e boa vontade, mas bem longe da espontaneidade do Velho Guerreiro.

Logo na abertura foi chamado ao palco Leleco Barbosa (José Aurélio Barbosa de Medeiros), filho e diretor dos programas do grande comunicador. "Teu pai era assim sempre?", perguntou Gimenez. "Não", respondeu Leleco, "ele era assim dentro do palco, mas fora do palco era José Abelardo. Papai era assim: o José Abelardo Barbosa de Medeiros era uma pessoa, o Abelardo Chacrinha Barbosa era outra", afirmou.

"Mas ele era brincalhão em casa?", quis saber Luciana. "Não. Não era brincalhão", respondeu Leleco. "Era a pessoa mais tímida que existia. Totalmente tímido!", confidenciou. "Mas vem cá, aquilo tudo que ele fazia, aquela presepada, aquela brincadeirada, era tudo pensado mesmo ou vinha na hora?", questionou a apresentadora. "Tudo na hora", replicou Leleco. "É o que eu falo quando me dizem que eu dirigi o "Cassino do Chacrinha" durante quase trinta anos: eu dirigi o programa, o Chacrinha era totalmente indirigível. Ninguém conseguia dirigir ele!", afirmou o filho do Velho Guerreiro.

Logo depois de Leleco contar como surgiram algumas gagues do programa, como jogar o bacalhau para a plateia e chamar a Terezinha, a produção faz uma rápida retrospectiva da longa carreira de Chacrinha no rádio e na televisão. Alguns flashes com jurados fixos e eventuais do programa, como Elke Maravilha, Claudia Raia e Monique Evans. Alguns dos inúmeros cantores convidados também aparecem no video, como Tim Maia, Fábio Jr. e Roberto Carlos.

As famosas "chacretes" também foram lembradas, especialmente a badalada Rita Cadillac que fez um depoimento emocionado. "Muito obrigada por tudo!", declara que lhe diria se pudesse estar com ele nos dias de hoje. "Eu sou o que sou graças a ele!", acrescentou com a voz embargada a dançarina preferida do Velho Guerreiro que acaba de completar 60 anos de idade.

Luciana e João Kleber dão sequência ao programa trazendo alguns cantores para cantar sucessos de quando frequentavam o "Cassino do Chacrinha". Assim que aparece Wanderley Cardoso com o seu "Bom Rapaz", Markinhos Moura com o doce de "Meu Mel", Sylvinho com o meigo "Ursinho Blau Blau", Nahim com o seu animado "Dá, Dá, Dá...o Seu Coração" e a poderosa paraguaia Perla com o seu romântico e inesquecível "Fernando".

Para encerrar, uma rápida menção ao show de calouros da "Buzina do Chacrinha", na qual Anderson Nery dá um show à parte cantando a clássica "I Will Always Love You", sucesso grandioso da saudosa Whitney Houston. João Kleber ainda arrisca uns desajeitados passos do caliente hit de Sidney Magal – "Sandra Rosa Madalena" e Luciana agradece a presença de Leleco Barbosa, não sem antes mandar um grande beijo para a sua mãe Dona Florinda. "Muito obrigada por tudo o que a sua família nos ofereceu até hoje", despediu-se Gimenez.

Grande Chacrinha. Continua fazendo falta na telinha.

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Veio para São Paulo e ingressou na Escola de Arte Dramática (USP), formando-se ator. Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Fez algumas colaborações para a Ilustrada e, sempre a convite, assinou a coluna Antena, da "Contigo". Nesse meio tempo, fez crítica de teatro para o "Jornal da Tarde" e na rádio Eldorado AM. Mais recentemente foi colunista da Folha.com, comentando o BBB11. Atualmente, além de atuar, cursa Filosofia.

  • Últimas notícias 
  •  

Publicidade

Publicidade

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha