Receitas do Marcão

No Dia do Macarrão, aprenda a fazer molho de tomate fácil e gostoso

Receita não dá trabalho e é mil vezes melhor do que o molho pronto

Macarrão com molho de tomate - Marcos Nogueira/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Dia do pão, dia do chocolate, dia disso, dia daquilo... Cada vez mais, a indústria cria datas comemorativas artificiais para promover um ou outro produto, para fazer barulho pelo menos por 1/365 do ano. Pessoalmente, acho uma bobagem marqueteira, mas hoje vou ceder.

Segunda-feira (25) é o Dia Mundial do Macarrão. Pelo menos os inventores do negócio deixaram o storytelling de lado: a data foi criada do nada em 1995, na abertura de um congresso de produtores de macarrão.

Eu memorizei o Dia do Macarrão porque cai no aniversário de uma amiga e uso a ocasião para dar mais uma receita de massa. Como já disse nesta coluna: se me deixarem solto, eu janto macarrão sete vezes por semana.

A receita de hoje é uma ótima ferramenta para convencer um preguiçoso a abandonar o molho de tomate pronto. É quase tão fácil e mil vezes mais gostosa do que qualquer coisa eu venha direto de uma lata, pote ou saquinho.

São ó três ingredientes. Você não precisa picar nada, não precisa refogar nada. É só botar na panela e deixar lá, em fogo baixo.

O molho de tomate com cebola e manteiga aparece no livro "Fundamentos da Cozinha Italiana Clássica" (editora Martins Fontes), da cozinheira e escritora Marcella Hazan, originalmente publicado em 1973. Pode ter alguma origem ancestral, mas é essa a fonte que todos citam ao replicar a receita.

Se a receita já foi replicada um milhão de vezes, por que de novo aqui? Porque é, simultaneamente, o molho mais fácil e o mais gostoso que existe. É bom demais para não voltar à tona de quando em quando.

Se encontrar tomates frescos maduros, use-os, ligeiramente processados. Eu não encontrei, então fiz o molho com tomates italianos enlatados –um bom ingrediente, nada a ver com os molhos prontos.

Use a massa que quiser. Eu geralmente prefiro o macarrão curto, que dispensa o escorredor –pode ser pescado na panela quando está cozido.

A receita da Marcella Hazan manda descartar a cebola no final, mas não há problema algum em deixá-la dissolver nos tomates.

Eu faço este prato com muita frequência, então busco algumas variantes para evitar a repetição completa. Sempre no final do cozimento, você pode adicionar algum complemento. Cogumelo, azeitona, coração de alcachofra, uma colherinha de creme de leite... só não ponha mais de um, senão vira massa de praça de alimentação.

Desta vez, adicionei tomatinhos vermelhos e amarelos –estes estavam bonitos no mercado– para dar cor e textura ao prato.

E você não precisa esperar o Dia do Macarrão para preparar a receita. Eu cheguei a mencionar que acho uma bobagem esse tipo de data?


MACARRÃO COM TOMATE, MANTEIGA E CEBOLA

Rendimento: 1 porção
Dificuldade: Fácil

Ingredientes:
400 g de polpa de tomate (ou uma lata de tomates pelados)
½ cebola
1 colher (sopa) de manteiga
Sal a gosto
125 g de macarrão (1/4 de pacote)
6 tomatinhos amarelos e vermelhos (opcional)
Queijo ralado a gosto

MODO DE FAZER

  1. Numa panela, coloque o tomate, a cebola (sem picar) e a manteiga. Cozinhe em fogo baixo até o molho encorpar e a gordura da manteiga separar, de 30 a 45 minutos.

  2. Cozinhe o macarrão em água fervente, de acordo com as instruções da embalagem. Coloque os tomatinhos no molho, para cozinhar brevemente.

  3. Acerte o sal do molho, escorra o macarrão e misture os dois em fogo baixo, por 1 minuto. Desligue e sirva com queijo ralado à parte.

Receitas do Marcão

Marcos Nogueira é jornalista profissional e cozinheiro amador. Escreve também a coluna Cozinha Bruta, além de apresentar o programa homônimo no canal Sabor & Arte. Instagram: @cozinhabruta

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem