Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Zapping - Cristina Padiglione

Casagrande quer reunir indígenas, artistas e atletas em evento de futebol

Ações pretendem dar visibilidade a bandeiras de povos originários em terras indígenas

O comentarista esportivo e ex-jogador Walter Casagrande Junior - SÃO PAULO, SP, BRASIL, 08-11-2018-Bruno Santos/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Dar visibilidade a bandeiras indígenas, suas questões e problemas tem sido uma proposta abraçada com atenção por Walter Casagrande já há algum tempo --bem antes, aliás, dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips.

Como anunciou em uma edição do Altas Horas exibida em 21 de maio, o comentarista esportivo e ex-jogador de futebol já vinha se reunindo com lideranças indígenas para pensar em ações capazes de reverberar a voz de povos originários junto à opinião nacional.

O ponto de partida será justamente o futebol, arte que ele domina em campo e por trás das câmeras. Além disso, campos de futebol são comumente usados como analogia para descrever os danos a reservas naturais e à demarcação de terras indígenas.

Casagrande pretende reunir representantes de povos originários, artistas e ex-atletas em torno de uma bola e duas traves, sem distinção de gênero.

O local que abrigará o evento será em área desmatada de terras indígenas, em fase de acerto final, com transmissão de TV a ser definida. Após a partida, a ideia é promover uma ação de reflorestamento no espaço que serviu como campo do jogo.

A violência contra indígenas tem crescido exponencialmente diante do enfraquecimento da Funai e do afrouxamento de toda a política de fiscalização operada pelo atual governo, facilitando a ação do garimpo, do narcotráfico e de grileiros de toda ordem.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem