Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione

Luciano Huck reforça campanha pelo título de eleitor entre jovens

Apresentador usa voto do BBB como referência para incentivar presença nas urnas

Luciano Huck
Luciano Huck incentiva retirada do título de eleitoral no Domingão - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Luciano Huck aproveitou a presença de todo o elenco da primeira temporada da Dança dos Famosos sob o seu comando para endossar no ar, durante o Domingão, a campanha de incentivo à inscrição de jovens de 16 e 17 anos na Justiça Eleitoral para a retirada do título de eleitor.

Desde 1988, quando foi antecipado para 16 anos o direito ao voto, nunca houve uma taxa tão grande de desinteresse pela retirada do título de eleitor. Huck elogiou o movimento de artistas por essa bandeira, citando GKay, Anitta, Larissa Manoela, Whindersson Nunes, Luísa Sonza e outros, e deu seu testemunho sobre a importância da causa, fazendo até um paralelo com o entusiasmo que as pessoas têm para votar nos paredões do "BBB".

"Isso pra mim é ser influenciador, num tema tão importante como esse", disse. "Eu lembro a primeira vez que eu votei, no colégio Palmares, em Pinheiros, em São Paulo. Eu lembro quando eu escolhi um candidato, quando eu decorei o número, quando eu escrevi no papel, naquela época não tinha ainda urna eletrônica. Depois fiquei acompanhando o resultado na televisão."

"É tipo um Big Brother, com uma diferença muito importante: você não está decidindo o destino de uma única pessoa que tá ali na tela, você está decidindo o seu destino, o da sua família, o dos seus sonhos, do seu país", completou.

Huck então informou que a atual geração de 16 anos tem taxa recordista de desinteresse pela retirada do título e explicou que todos que completam 16 anos até 2 de outubro podem retirar seu título e votar. "Vocês não podem ter esse antitítulo na geração de vocês. Pelo menos uns 6 milhões de pessoas entre 16 e 17 anos poderiam votar, devem votar, mas não se inscreveram ainda".

E explicou que o procedimento é simples, podendo ser resolvido pela internet, como fez seu filho primogênito, Joaquim, que completou 17 anos em 8 de março passado. O programa informou o endereço do site do TSE -Tribunal Superior Eleitoral e do site Olha o Barulhinho, que também dá o caminho das pedras para a retirada do título.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem