Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Zapping - Cristina Padiglione
Descrição de chapéu Rússia jornalismo mídia

GloboNews muda programação e cria faixa para guerra na Ucrânia

Central da Guerra ficará no ar de segunda a sexta, das 11h às 16h

GloboNews na Polônia - Guerra na Ucrânia
Imagem da Polônia sobre refugiados da guerra em cobertura da GloboNews, na Central da Guerra, sobre guerra na Ucrânia - Reprodução de tela
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Com a escalada da ofensiva russa e dos bombardeiros na Ucrânia, a GloboNews decidiu alterar com urgência a sua grade de programação para priorizar o noticiário mais quente, que neste momento vem do país atacado pela Rússia.

O canal acaba de lançar o Central da Guerra, que terá a participação de Cecilia Flash e Tiago Eltz, dos comentaristas internacionais Marcelo Lins e Marita Graça, além de correspondentes internacionais e convidados especiais.

O programa ficará no ar ao vivo, das 11h às 16h, com informações em tempo real do conflito. E haja trabalho para a equipe de arte traduzir em mapas a contextualização histórica de cada episódio, suas causas e consequências para o mundo todo, incluindo o Brasil.

O Central da Guerra terá sinal aberto pela internet (pelo site G1) e, na TV, estará aberto a todos os assinantes das operadoras de TV por assinatura, inclusive de pacotes pré-pagos.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem