Zapping - Cristina Padiglione

Preparação de Larissa Manoela e Rafa Vitti foi de costura a ilusionismo

Preparadora do elenco fala sobre treinos para a novela 'Além da Ilusão'

Ensaio de mágica do ator Rafael Vitti para a novela Além a Ilusão - Fabio Rocha/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Campinas

Gravada em meio à pandemia de Covid-19, "Além da Ilusão" aprimorou os ensinamentos galgados por suas antecessoras durante a crise sanitária. A novela, que já tinha 100 capítulos escritos antes da estreia de "Nos Tempos do Imperador", pôde ser produzida de forma inteligente para evitar prejuízos à sua exibição.

Preparadora de elenco escalada pelo diretor Luiz Henrique Rios para o folhetim, Maria Beta conta que o trabalho começou em setembro de 2021, com encontros presenciais e uso de máscaras.

"Todos sabíamos que era o melhor que podíamos fazer e nos emocionávamos muito por estarmos vivendo isso. Eu acho que a felicidade de voltar foi maior do que esse desconforto", conta Maria. "Eram atores que estavam há muito tempo longe de uma sala de ensaio, mas fomos trabalhando de máscara e conquistando coisas importantes."

A profissional fala que as duas primeiras semanas de preparação, lideradas por Cris Moura com seu acompanhamento online, foram dedicadas à criação de relações interpessoais entre a equipe.

"E o interessante dessa preparação com a Cris é que os diretores também participaram, a fonoaudióloga Leila Mendes também, então se criou uma trupe mesmo, no sentido de equipe, e de fortalecer essa relação horizontal entre todo mundo", afirma.

Os atores tiveram aulas ao ar livre e encontros digitais. "Uma coisa complementava a outra. Eu nunca tinha trabalhado assim antes. Conseguimos fazer uma preparação presencial de máscara por três semanas direto, com algumas complementações online, o que, além de ser bom para ver a pessoa sem máscara, já via também em câmera."

A preparadora trabalhou alguns dias com o elenco inteiro, incluindo os atores que só entrariam ao decorrer da trama. Depois, ela começou a separar os núcleos para aprofundar as relações —de mãe e filha, casais, famílias e comunidades, como a vila e a tecelagem.

"É claro que, depois que se começa a gravar, o tempo fica muito escasso, ainda mais para os protagonistas. Mas eu aproveito as brechas, os intervalos, falo com eles à noite, depois que o tempo de estúdio acaba, e aí é uma dança louca mesmo arrumar essas brechas para lidar com todos.

Segundo ela, o início da preparação foi focado na primeira fase da novela, que compreende os primeiros dez capítulos. "Foi uma escolha do Luiz Henrique para que não houvesse confusão, principalmente por conta da Larissa, que teria que construir outra personagem, a Isadora", explica.

UM NOVO TEMPO

A preparadora destaca que parte de seu trabalho foi ajudar Larissa Manoela a se adaptar à nova fase profissional na Globo.

"Precisávamos que a Larissa ganhasse essa estrutura e se despedisse de outros trabalhos e dessa personalidade que tem 40 milhões de seguidores, que conversa com tantas pessoas. Novela e construção de personagem é um outro lugar", afirma.

Junto com Rafael Vitti, a atriz passou por uma preparação específica, fazendo até aulas de costura e acompanhamento com a fonoaudióloga desde o início de setembro de 2021. Isadora, sua personagem na segunda fase da trama, confecciona as próprias roupas.

Vitti fez aula de mágica desde sua escalação para dar vida ao mágico Davi, treinando por conta própria. Nos estúdios, ele recebe o auxílio do ator e mágico Gabriel Montenegro e do ilusionista Raphael Santacruz.

"Rafa e Larissa são atores muito aplicados e com muita escuta durante o trabalho", defende Maria.

O núcleo infantil, concentrado principalmente na primeira fase da trama, teve atenção especial de Tatiana Muniz. Ela fez o trabalho de integração entre personagens em diferentes fases da vida, além de auxiliar o núcleo mirim ao longo das gravações. Quando pode, ainda trabalha ao lado de Maria Beta.

Com o agravamento da pandemia no início de 2022, Maria Beta tem evitado encontros presenciais. Em janeiro, houve um surto de Covid entre funcionários e colaboradores da novela, que colocou em risco sua estreia nesta segunda (7).

"Mais uma vez temos o desafio de aproveitar os atores que já estão gravando, e eles também pedem ajuda; temos um grupo dos atores e vamos nos ajudando online. Evitamos trazê-los aqui", conta.

Sobre o resultado até aqui, Maria avalia: "Eles chegaram com muita força, com muita vontade de realização, de abraço, de reencontro, de trabalhar, e eu acho que isso nos ajudou, porque estamos todos com muita vontade de que dê certo", conclui.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem