Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione

'Um Lugar ao Sol' enfim começa a reagir no ibope

Novela das nove apresentou crescimento de números esta semana

Andréa Beltrão em Um Lugar ao Sol
Andréa Beltrão em Um Lugar ao Sol - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Novela que tem tocado em assuntos de grande relevância com delicadeza e profundidade, sem perder o caráter de entretenimento, "Um Lugar ao Sol" merece um lugar melhor ao sol da audiência --e já me desculpo pelo trocadilho, até porque o texto de Lícia Manzo está anos-luz desse tipo de clichê.

Parece, enfim, que o público começa a se sensibilizar com esse enredo, e coincidentemente agora, que os amistosos da seleção brasileira deram trégua à tradição do hábito regido pelo horário da novela das nove. Nas primeiras duas semanas, a produção foi muito afetada pela instabilidade do relógio imposto pelo futebol.

Na segunda-feira (29), "Um Lugar ao Sol" chegou a 25,4 pontos de média, e na terça (30), foi a 24,5. Isso ainda está longe do que uma novela das nove da Globo costuma registrar, mas já é um alento para os 23 pontos e uns quebrados, teto em que o folhetim parecia estacionado desde a estreia.

Um saldo de 23 pontos na Grande São Paulo significa gente à beça, considerando que cada ponto na região equivale atualmente a 207.377 telespectadores, mas esses índices são, para o horário, na Globo, os piores já registrados ao longo de 40 anos. No Rio, onde cada ponto representa 125.721 indivíduos, o placar bateu nos 30 pontos.

A menção a quatro décadas para comparar dados de audiência se explica pelo início da medição via people meter, aparelho instalado nas casas da mostra do então Ibope, desde 1991, quando se iniciou o mesmo método que fundamenta a medição atual. É um equívoco comparar dados aferidos depois desse período com parâmetros de novelas anteriores a 91, cuja audiência era mensurada por outros meios, inclusive o velho caderno de pesquisas, muito mais impreciso que o people meter.

De lá para cá, o Ibope passou a ser Kantar Ibope, pois foi adquirido pela empresa britânica, ampliou suas mostras e aperfeiçoou técnicas, mas o people meter segue sendo o recurso principal para aferir audiência em tempo real.

Esta semana, a emissora também passou a mobilizar os programas da casa para divulgar a novela, que não teve o tradicional espaço para tanto nos dias que antecederam sua estreia, ou por falta de planejamento ou pela comoção em torno da morte de Marília Mendonça, ocorrida na sexta-feira anterior ao lançamento de "Um Lugar ao Sol".

Para além da fábula de alguém que assume o lugar de outra pessoa, no intuito de alcançar a ascensão que nunca lhe foi oferecida, mesmo com todos os méritos pessoais, a história de Lícia Manzo tem provocado bom engajamento do público nas redes sociais em função da ótima personagem de Andréa Beltrão, que suscita um debate quase sempre velado sobre menopausa, lembrando que, sim, precisamos falar sobre isso.

E como a trama é curta para os padrões de novela das nove, com apenas 107 capítulos, não há tempo para enrolar o público. Cada capítulo lança conflitos que se resolvem, muitas vezes, no próprio episódio, sem perder a chance de deixar bons ganchos para o dia seguinte.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem