Zapping - Cristina Padiglione

Fernandas Torres e Montenegro são clicadas em família para nova série da Globo

Andrucha Waddington dirige mulher e sogra em 'Amor e Sorte'

Amor e Sorte, série
Fernanda Torres e Fernanda Montenegro clicadas pelo diretor Andrucha Waddington para a série 'Amor e Sorte' - Andrucha Waddington/Divulgação

Aí estão mãe e filha, as Fernandas Montenegro e Torres, especialmente para a coluna, clicadas em cena para "Lúcia e Gilda", episódio da série “Amor e Sorte”, idealizada por Jorge Furtado, com histórias sobre a pandemia, para a Globo.

Serão quatro episódios, cada um protagonizado por uma dupla ou casal, pares já unidos na pandemia. A direção artística da série é de Patrícia Pedrosa, mas o episódio das Fernandas, claro, foi dirigido por Andrucha Waddington, marido de Torres e genro de Montenegro, que fez também esta bela foto.

"Lúcia e Gilda" tem texto coletivo escrito por Antonio Prata, Chico Mattoso, Jorge Furtado e Fernanda Torres. E a trilha de abertura da série, luxo para poucos, é assinada por Gilberto Gil.

Os demais pares são os casais Emílio Dantas e Fabíula Nascimento, Caio Blat e Luísa Arraes, e Lázaro Ramos e Taís Araújo, todos muito bem casados na vida real, com matrimônio que vem resistindo à pandemia.

CADÊ DOMÊNICO?

“Tem tanto tempo que não faço a dona Lurdes, que tô com medo dela voltar com sotaque de gaúcha! Bah, guri! Onde é que tu tava, Domênico?”. Assim escreveu Regina Casé no seu perfil no Twitter e no Instagram na manhã desta segunda-feira (10), quando foram retomadas as gravações de “Amor de Mãe” nos estúdios da Globo no Rio.

Neste primeiro dia de gravação, a equipe da novela das nove fez um primeiro dia de expediente sem elenco, mas Regina gravará ainda esta semana:.“Bom dia, boa semana! Pra mim essa semana vai ser diferente. Estou começando a entrar numa. Devagarinho tá caindo a ficha”, disse ela.

Regina Casé em Amor de Mãe
Regina Casé mostra bloco de capítulos de 'Amor de Mãe' que pegou na Globo antes de a quarentena começar - @reginacase no Instagram

CUIDADOS

A Globo reservou camarins exclusivos para os atores de cada novela. Nesta segunda (10), do elenco de novelas, pisaram no ex-Projac apenas Flávia Alessandra e Leopoldo Pacheco, inaugurando a retomada das novelas após cinco meses de hiato, o maior intervalo desde que a emissora começou a produzir telenovelas desde o fim dos anos 1960. Os dois recomeçaram os trabalhos da novela das sete, "Salve-se Quem Puder".

Salve-se Quem Puder
Flávia Alessandra reinaugura a abertura do estúdio de 'Salve-se Quem Puder' após recesso do isolamento - @flaviaAlessandra no Instagram

Só 2021

Já a novela das seis, “Nos Tempos do Imperador”, deve aguardar para voltar a ser gravada. Em conversa ao vivo com o colega Edson Celulari no Instagram, Mariana Ximenes disse que o elenco só retornará aos estúdios em 2021. A trama iria estrear no final de março e já tem alguns capítulos prontos.

Já Celulari deverá estar na próxima novela de João Emanuel Carneiro para faixa das 21h, prevista para 2022.

AUDIÊNCIA

16 pontos
teve Flamengo x Atlético Mineiro na Globo, em SP, pior estreia do Brasileirão na região desde 2014. A emissora exibiria Goiás x São Paulo, jogo cancelado pela infecção de Covid-19 em atletas do Goiás

9,1 pontos
foi a média do Domingo Espetacular, da Record, ante 8,8 do SBT na Grande São Paulo. É o segundo domingo consecutivo que o Programa Silvio Santos perde para a Record, que teve pico de 12



A BOA DO DIA

Elisa Lucinda fala sobre o filme “Atrás da Sombra” no Trace Trends
RedeTV!, às 22h30

Trace Trends
Elisa Lucinda no Trace Trends, programa da RedeTV! - Divulgação

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem