Zapping - Cristina Padiglione

Entrevista com Hamilton Mourão lança nova cara do Jornal da Record

Noticiário passa a ser apresentado por Christina Lemos

Entrevista Hamilton Mourão para o Jornal da Record
Entrevista de Hamilton Mourão para o Jornal da Record, ao editor Guilherme Portanova entrevistado pelo apresentador Guilherme Portanova e pelo repórter Thiago Nolasco. - Divulgação

Uma entrevista exclusiva com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, lança o novo Jornal da Record, nesta segunda-feira (22), agora com apresentação de Christina Lemos. Ela passa a ocupar a cadeira de Adriana Araújo, que já não escondia o desconforto de apresentar um informativo que navega na contramão da notícia.

Enquanto a Covid-19 faz milhares de vítimas no Brasil, o JR tem optado por manter o assunto fora de suas manchetes, atendendo à vontade do presidente Jair Bolsonaro, para quem o Jornal Nacional extrapola na abordagem do assunto.A entrevista com Mourão faz parte de uma nova produção do jornalismo da casa. Todos os dias, uma personalidade gravará uma entrevista de uma hora, que merecerá uma edição mais curta no JR e sua exibição na íntegra pelo R7 e pela Record News a partir das 22h.

EDITORIAL

Ainda sobre as escolhas editoriais tão distintas entre o Jornal da Record e o Jornal Nacional, convém comentar a reflexão promovida por William Bonner e Renata Vasconcellos no Jornal Nacional de sábado (20), ao noticiar que o Brasil ultrapassara a marca de 50 mil mortes pela Covid-19.
Bonner lamentou que uma “minoria muito pequena, mas muito barulhenta” acredite que “o jornalismo profissional deveria, se não fechar completamente os olhos pra essa tragédia, pelo menos não falar dela com essa dor”. E completou: “A História vai registrar os que foram negligentes.”

Jornal Nacional
William Bonner e Renata Vasconcellos apresentam edição do JN que anuncia mais de 50 mil mortos pela Covid-19 - Reprodução

ENCONTRO

Responsável pelo documentário “Em Nome de Deus”, a equipe do Conversa com Bial promoveu um encontro inédito entre vítimas e uma das filhas de João de Deus, exibido pelo Fantástico. Trazidas de locais distintos até o estúdio do Conversa com Bial, em São Paulo, elas foram colocadas em hotéis distintos para que só se conhecessem no momento da gravação, a fim de preservar o impacto diante das câmeras.

“Em Nome de Deus” estreia nesta terça-feira (23) no Globoplay, só para assinantes. No mesmo dia, a Globo promoverá a exibição do primeiro episódio na TV aberta, logo após “Aruanas”. E a partir de quarta (24), o documentário será também exibido pelo Canal Brasil, só para pagantes.

Documentário Em Nome de Deus, sobre João de Deus
Doc Globoplay João de Deus: vítimas e filha de falso médium se encontram no documentário - Maurício Fidalgo/Divulgação

AUDIÊNCIA

10 pontos
marcou o último episódio do Lady Night, com Ana Maria Braga, na temporada deste ano na Globo

2,9 pontos
registrou o Primeiro Impacto, do SBT, na quinta-feira (18)

A BOA DO DIA

Filósofo e professor de Direito, Silvio Almeida fala sobre racismo no Roda Viva
TV Cultura, às 22h, ao vivo

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 48, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem