Colo de Mãe

Fim do ano se aproxima e a minha sensação como mãe é de exaustão

A mãe que chegou até aqui sã pode comemorar

Fotolia
Descrição de chapéu Agora

A madrugada do dia 13 de novembro marcará para sempre a minha vida profissional. Por volta de 0h25 publicamos reportagem sobre a reforma da Previdência, que passou a valer. Foram meses de insano trabalho, misturado à atividade de mãe, que me fizeram chegar até aqui exausta.

Sou eu ou todas estamos assim? Sei que cada uma está na luta em suas batalhas. Há mães que estudam e estão enlouquecendo com o fim do segundo semestre. Há as que acumulam empregos para dar conta de pagar todas as contas. 

Há mães empresárias, profissionais liberais e as que ficam em casa. As que, na visão da sociedade, são “só” mães. Essas aí estão completamente descabeladas. O semestre escolar terminará para os filhos e para elas, com isso, se aproxima o momento das férias escolares, em que até ir ao banheiro fica bem mais difícil, com as crianças em casa o dia inteiro.

Sei que todas estamos cansadas e reclamando que vivemos de forma insana porque é disso que as mães falam comigo diariamente. Todas se queixam do excesso de trabalho, da correria, do cansaço e de como ser mãe é puxado.

Mas, se você chegou até aqui com um mínimo de sanidade mental, é sinal de que ainda há como transformar toda a batalha. Falta pouco mais de um mês para que 2019 acabe e, com a sensação de que mais um ano se foi, muitas deixam de lado a capacidade de se reprogramar, planejar melhorias e alcançar objetivos. Não seja assim.

É hora de olhar o destino e rir dele. Nosso momento de paz é a gente que faz! 

Agora

Colo de Mãe

Cristiane Gercina, 41, é mãe de Luiza, 13, e Laura, 8. É apaixonada pelas filhas e por literatura. Graduada e pós-graduada pela Unesp, é coordenadora-assistente de Grana do jornal Agora, empresa do Grupo Folha. Quer ver o desenho do seu filho publicado na coluna? Envie-o para o e-mail colodemae@grupofolha.com.br com nome completo e idade da criança, nome e celular do responsável.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem