Colo de Mãe

Amor incondicional não basta, mãe precisa saber matemática, história e superar toda a exaustão

A cada etapa superada, é precisa saber que ainda há chão pela frente

Mãe caminha com a filha até a escola
Mãe caminha com a filha até a escola - Valerii Honcharuk/Fotolia

O ano nem terminou e eu já me sinto exausta. Logo na primeira semana de dezembro, vivenciei uma montanha-russa de emoções. Laura, a caçula, de seis anos, formou-se. Luiza, a pré-adolescente, de 11 anos, entrou em semana de provas. Eu, mãe orgulhosa, comemorava na redação a etapa vencida na vida de minha pequena quando uma companheira de trabalho, mãe mais experiente, com filhas na faixa dos 20 anos, me advertiu: “Você está comemorando cedo demais”.

Você estava certa, Alexa, foram poucas horas até eu saber que a vida de mãe ainda me reservará muita coisa. Minha mais velha se debruçou sobre os livros para as provas finais e eu mergulhei neste mundo com ela. Foi quando descobri que não basta ser mãe. Tem que entender de vários assuntos.

Não basta carregar, parir, amamentar e perder noites de sono. É preciso ter didática para ensinar os primeiros números e as primeiras letras. Não basta fazer comida saudável, é necessário que se entenda de Roma e Grécia, catetos e hipotenusas, e déficit habitacional. E esgoto e transporte público.

Não basta cuidar do quarto, dos horários, escolher a boa escola e garantir a alimentação adequada, é preciso saber a importância das guerras púnicas e como deve ser feita a leitura dos mapas.

Não basta ser mãe e trabalhar de dez a 12 horas por dia para garantir o sustento das filhas, tem que saber os “phrasal verbs” do inglês, os objetos e os cômodos da casa em espanhol e entender qual é a melhor forma de estimular a criança a escrever em letra cursiva.

Não basta ser mãe e se doar completamente, em uma livre demanda do amor que não acaba nunca, é preciso fazer resumos das matérias mais difíceis e consolar porque uma página do livro preferido rasgou. E também é preciso encarar que ainda há muito chão pela frente. Mesmo eu já estando exausta!

Colo de Mãe

Cristiane Gercina, 39, é mãe de Luiza, 11, e Laura, 6. É apaixonada pelas filhas e por literatura. Graduada e pós-graduada pela Unesp, é editora-assistente de Grana do jornal Agora, empresa do Grupo Folha. Quer ver o desenho do seu filho publicado na coluna? Envie-o para o email colodemae@grupofolha.com.br com nome completo e idade da criança, nome e celular do responsável.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias